Lucas Leiva ficará até 3 meses afastado dos treinos do Grêmio por problemas cardíacos

Problemas no ritmo cardíaco deixarão o volante tricolor de fora das atividades por, pelo menos, 2 meses

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Nesta quinta-feira (15), o Grêmio emitiu uma nota atualizando o caso de Lucas Leiva, comunicando a decisão do departamento médico do clube, a de afastar o atleta das atividades de alta intensidade pelo período de 2 a 3 meses. Na última terça-feira (13), o clube comunicou que foi detectada alteração no ritmo cardíaco de Lucas, durante um dos exames rotineiros de pré-temporada.

O afastamento foi decidido após acompanhamento dos cardiologistas Ricardo Stein e Leonardo Zimerman, este último que foi um dos responsáveis pela operação de Renato Portaluppi em 2020, para a correção de uma arritmia cardíaca. Maiores detalhes sobre a condição de Lucas Leiva, bem como diagnósticos, não f0ram divulgados pelo clube, que se limitou a ressaltar que a equipe médica irá monitorar o atleta neste período, fazendo orientações constantes.  Confira a nota do Departamento Médico do Grêmio na íntegra.

Com o período de afastamento, Lucas poderá ficar de fora da primeira fase do Campeonato Gaúcho de 2023, que se inicia no dia 21 de janeiro em Caxias do Sul, quando o Grêmio enfrenta o Caxias, e acaba no dia 11 de março, com o clube indo até Erechim enfrentar o Ypiranga.

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Agência responsável pela carreira de Jean Pyerre anuncia sua aposentadoria
Pepê se apresenta ao Grêmio com otimismo e vontade de atuar
Deixe seu comentário

No Ar: Dupla em Debate - Prorrogação