Grêmio sofre segunda derrota seguida na Libertadores e Renato justifica mudanças: “Sofremos na parte física”

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O Grêmio continua sem vencer na Libertadores. Na noite desta terça-feira (9), o Tricolor foi derrotado pelo Huachipato por 2 a 0, marcando assim a segunda derrota consecutiva no torneio continental. Com isso, restam ainda quatro partidas, sendo duas na Arena e duas fora de Porto Alegre.

Antes do jogo, houve surpresas. O técnico Renato Portaluppi promoveu cinco alterações na equipe. No gol, Marchesín começou no lugar de Caíque. Kannemann foi poupado e a dupla de zaga foi formada por Rodrigo Ely. Du Queiroz ocupou a vaga de Pepê, enquanto Pavón e Gustavo Nunes deram lugar a Soteldo e Galdino.

Na coletiva, o treinador gremista tratou de justificar as mudanças na equipe, alegando que a parte física pesou. “Pense comigo, você é treinador, teve um jogo há 3 dias, um jogo complicado, os jogadores estão cansados. Eu coloco eles novamente para se lesionarem? Eu tenho que usar meu grupo. Modifiquei alguns jogadores, ainda assim sofremos na parte física, tínhamos 5 jogadores que atuaram na final. O Huachipato jogou uma semana atrás e está descansando desde domingo”, explicou Renato.

Ele ainda revelou que prefere optar por um jogador descansado do que um cansado. “Eu prefiro colocar um jogador tecnicamente inferior mas descansado do que um jogador com uma técnica maior mas cansado”, comentou.

O treinador ainda ironizou as críticas feitas na partida contra o time chileno, ao relembrar que no sábado na conquista do Hepta tudo estava perfeito e na terça com a derrota as coisas já estavam ruins. “Três dias atrás estava tudo perfeito no Grêmio. E agora, três dias depois, está tudo errado? Ah, mas foi campeão estadual, mas todo mundo queria ganhar, quem ganhou foi o Grêmio”, falou.

A respeito de contratações, ele pontuou mais uma vez que as contratações irão acontecer, mas no momento certo. “Nós não vamos contratar por contratar, a gente pode até errar, mas vamos trazer quem a gente acredita que pode nos ajudar”.

Apesar da derrota na Arena, o técnico disse que não quer nem pensar nisso agora, pois o time só voltará a disputar um jogo na Libertadores no dia 23 de abril, contra o Estudiantes, em La Plata.

“Nosso próximo jogo na Libertadores é dia 23, na véspera do jogo eu penso nisso”, justificou.

Agora, o Tricolor mudará o foco, visto que no próximo domingo (14), o Tricolor visita o Vasco, às 16h, em São Januário, na estreia do Brasileirão.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Grêmio perde em casa para o Huachipato e se complica na Copa Libertadores da América
Em sua estreia no Brasileirão, Grêmio perde por 2 a 1 para o Vasco no Rio de Janeiro
Deixe seu comentário

No Ar: Toque Direto