Vice-presidente do Grêmio sobre negociação com Ferreira: “Esperamos que as partes que estão negociando tenham bom senso”

Com vínculo até a metade de 2021, o clube tenta a investida antevendo que o atleta possa deixar Porto Alegre à custo zero.

Foto: (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

O caso Ferreira está de volta na pauta do Grêmio. Com um impasse referente a renovação do atacante, que já está na Justiça, o tricolor tenta a possibilidade de uma resolução para a situação. Contudo, a direção também mostra manter critérios e conforme o vice-presidente Cláudio Oderich, as regras serão cumpridas na negociação.

Durante à entrevista à Rádio Grenal, nesta quarta-feira (10), o dirigente fez elogios ao atleta de 22 anos e afirmou que o clube “está de portas abertas, mas também pede bom senso das partes para a resolução do episódio.

“Ele é um grande jogador e as portas estão abertas. É um jogador do clube. Esperamos que as partes que estão negociando tenham bom senso. O Grêmio é maior que tudo. As regras serão cumpridas. Em uma negociação, podemos até ceder, mas sem extrapolar”, afirmou Oderich.

Conforme apurou a reportagem da Rádio Grenal, acreditando ainda na possibilidade de renovação, a direção tentará restabelecer o contato para a resolução de sua renovação. Cláudio Oderich informou que, pelo seu conhecimento, ainda não havia se estabelecido uma conversa entre o presidente Romildo Bolzan Jr. e o empresário de Ferreira, Pablo Bueno.

Com vínculo até a metade de 2021, o clube tenta a investida antevendo que o atleta possa deixar Porto Alegre à custo zero. Ferreira já desperta o interesse de outros times.

Confira outras declarações do vice-presidente Cláudio Oderich

Interesse no lateral Jorge, do Mônaco?

Especulação completamente sem fundamento. Mais uma invenção.

Nova negociação com os atletas

Ninguém gosta de ter o salário reduzido. Mas entendemos que isso é normal. É natural em qualquer negociação. Essa é uma negociação difícil.

Novo plano de contingência

Fizemos um primeiro planejamento para os primeiros três meses. Agora, estamos estudando um novo plano. Não está na pauta a redução no quadro de funcionários. Estamos buscando soluções para os próximos três meses.

Auxílio da CBF

Estamos renegociando tudo novamente, buscando prazos. Vamos receber R$ 10 milhões da CBF que vai nos ajudar bastante. Vamos sobrevivendo e torcendo que o futebol retorne logo para que tenhamos a volta da normalidade.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Com exceção de Valdívia, Inter acerta reduções com atletas emprestados
Direção do Grêmio rechaça interesse pelo lateral Jorge
Deixe seu comentário