Time de transição do Grêmio protagoniza grande confronto, mas perde para o Atlético-MG


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

Ainda em comemorações após a conquista do tricampeonato da Libertadores, a equipe principal gremista segue de folga e o técnico Renato Portaluppi no Rio de Janeiro. Por outro lado, o Campeonato Brasileiro tinha a última rodada marcada para este domingo, e o Grêmio optou por utilizar a equipe de transição para buscar a segunda colocação e, consequentemente, uma melhor premiação.

No Independência, a gurizada gremista fez bonito, mas não resistiu ao Atlético-MG e perdeu por 4×3, depois de estar à frente em três oportunidades. Jean Pyerre, Pepê e Batista marcaram os gols do Grêmio, enquanto Otero, duas vezes, Elias e Fred para os mandantes.

César Bueno, substituindo ao ídolo tricolor na beira do gramado, foi acampo com a equipe totalmente alternativa e jovem, com exceção ao goleiro Bruno Grassi. Felipe, Ruan, Emanuel e Conrado completaram a linha de defesa. Machado, Balbino, Pepê, Jean Pyerre e Dionathã formaram o meio-campo, e Lucas Poletto foi escalado no comando de ataque. Patrick esteve no banco de reservas, mas não ingressou na partida.

Surpresa no Independência

Quem achou que o Atlético-MG teria facilidade para vencer a partida, se enganou. Os meninos do Grêmio não se intimidaram, apesar da força ofensiva do Atlético-MG. A dupla de meias com Elias e Otero levou trabalho à defesa gaúcha e viu Bruno Grassi protagonizar grandes defesas. O venezuelano, inclusive, carimbou o travessão tricolor em finalização de fora da área. No entanto, Jean Pyerre, livre, abriu o placar, aproveitando sobra de bola na área do Galo, após cobrança de falta. A reposta veio no lance seguinte, quando Elias tabelou com Fred, invadiu a área e empatou o confronto.

Na sequência, Jean Pyerre puxou contra-ataque e encontrou Pepê nas costas da defesa, que precisou driblar o goleiro Victor para recolocar o Grêmio em vantagem. A resposta veio rapidamente outra vez, em cobrança de falta perfeita do venezuelano Otero, acertando o cantinho de Grassi.

César Bueno promoveu a entrada de Batista na vaga de Lucas Poletto durante o intervalo, e o atacante precisou de 15 minutos para recolocar o Grêmio em vantagem pela terceira vez na partida, acertando finalização de primeira, após Pepê encontrá-lo nas costas da defesa do Atlético-MG. O empate, novamente, não demorou a sair. Robinho realizou o cruzamento do lado esquerdo e Fred, de cabeça, recolocou a igualdade no placar.

A partida ia se encaminhando para o final quando Gustavo Blanco acertou entrada criminosa em Batista e recebeu o cartão vermelho diretamente. Em seguida à aplicação da advertência, a luz do Estádio Independência caiu e a partida ficou paralisada por cerca de 11 minutos. Mesmo com 10 homens em campo, o Atlético-MG, depois do recomeço, conseguiu marcar o gol da vitória. Otero, em nova cobrança de falta, porém mais distante, acertou o ângulo do goleiro Bruno Grassi e decretou o placar final.

A derrota deixou o Grêmio na quarta colocação do Campeonato Brasileiro com 62 pontos. O Atlético-MG, por sua vez, encerra a competição em 9º lugar, com 54, torcendo, agora, pelo título do Flamengo na Sul-Americana. Em caso de título da equipe carioca, abre-se mais uma vaga e os mineiros se garantem nas fases preliminares da Libertadores 2018.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo que viole os termos de uso, denuncie.

15 comentários em “Time de transição do Grêmio protagoniza grande confronto, mas perde para o Atlético-MG

Comentários estão encerrados.