Swat perde a primeira e Inter soma 12 jogos sem vitórias

Sem criatividade e ambição, Internacional perde a nona partida em doze jogos disputados. Desta vez, a Chapecoense jogando em casa, conseguiu chegar com mais qualidade à frente e aos 45′ do segundo tempo marcou com Martinuccio e ficou com a vitória. A derrota coloca mais pressão ainda no clube colorado que perdeu uma posição na rodada e fica em 15º colocado com 22 pontos e  flertando com a zona do rebaixamento. A Chape, com a vitória, soma 27 pontos e figura na 10ª posição.

 

Primeiro tempo

A equipe colorada começou a partida demonstrando mais interesse pelo jogo do que nos últimos jogos.  Mais organizado e melhor defensivamente, o Inter pressionou a Chapecoense com uma marcação mais adiantada e teve a melhor chance do primeiro em uma cabeçada de Sasha após uma cobrança de escanteio de Seijas, a bola explodiu no travessão e por muito pouco o colorado não abriu o placar.

A Chapecoense buscava espaços e tinha em Cléber Santana e Hyoran, os jogadores mais perigosos. O camisa 10 do time da casa, Hyoran cobrou uma falta com perfeição, obrigando Marcelo Lomba a fazer uma grande defesa no ângulo superior direito. Fora estas duas chances, uma para cada lado, a partida se manteve fraca tecnicamente, porém ambos os times demonstraram muita vontade, o que faltou foi futebol.

Segundo tempo

Um time nervoso retornou par ao segundo tempo. Sem um posicionamento adequado, o Inter passou a dar muito campo para o time da casa, que passou a chegar com mais força pelos lados e pelo centro do campo. Com triangulação e chegadas rápidas, a Chapecoense desorganizou por completo o time do Internacional.

O técnico Celso Roth, em busca de modificar o panorama da partida, tirou Seijas e Vitinho em uma noite de fraca atuação de ambos os jogadores. Ariel e Alex entraram, porém não conseguiram fazer muita coisa. Apenas Alex, em cobrança de falta encontrou Paulão que cabeceou para grande defesa de Danilo. Aos poucos o time da casa foi tomando conta do jogo, e o Internacional apelando para os balões em busca de um milagre de Ariel, que entrou mal na partida.

Ao apagar das luzes, quando ninguém mais acreditava, um cruzamento do lado direito para Kempes, que sem marcação tocou para trás e pelo lado esquerdo chegou Martinuccio sem marcação que chutou forte e marcou o gol da vitória.

Ficha técnica:

Craque da Bola Coca-Cola: Martinuccio

Chapecoense (1): Danilo; Gimenez, Thiego, Filipe Machado e Dener; Josimar, Gil (Matheus Biteco), Cleber Santana e Tiaguinho (Martinuccio); Hyoran (Bruno Rangel) e Kempes. Técnico: Caio Júnior.

Internacional (0): Marcelo Lomba; Eduardo, Paulão, Ernando e Artur; Bob, Fabinho, Seijas (Alex, aos 15min do 2º tempo), Valdivia (Gustavo Ferrareis, aos 29min do 2º tempo) e Sasha; Vitinho (Ariel, aos 15min do 2º tempo). Técnico: Celso Roth.

Gol: Martinuccio (C), aos 45 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Vitinho, Fernando Bob, Valdívia (I); Gil (C).

Arbitragem: João Batista de Arruda, auxiliado por Michael Correia e Joao Luiz Coelho de Albuquerque (RJ).

Local: Arena Condá, em Chapecó-SC.

Voltar Todas de Brasileiro

Compartilhe esta notícia:

Grêmio renova contrato de Everton e mais 3 atletas
Em jogo festivo, Inter celebra a conquista da Libertadores 2006
Deixe seu comentário