Saravia projeta confronto contra o Olímpia e elogia trabalho de Ramirez: “Me sinto mais protagonista”

Renzo Saravia falou em entrevista coletiva após o sorteio das oitavas de final da Copa Libertadores da América

Foto: Reprodução / S. C. Internacional

Logo após o sorteio das oitavas de final da Copa Libertadores que definiu o reencontro entre Inter e Olímpia, o lateral-direito colorado, Renzo Saravia, falou em entrevista coletiva projetando a primeira decisão mata-mata na competição continental.

“É um time muito respeitável mas iremos trabalhar para passar de fase que é o nosso maior objetivo”, iniciou falando o lateral. Renzo frizou confiar muito no grupo de jogadores colorados e no trabalho que vem sendo aplicado: “Vamos fazer de tudo para passar adiante na Copa”, garantiu. Questionado acerca do tempo espaçando o confronto diante dos paraguaios, Saravia respondeu: “É tempo e ir trabalhando. O professor Ramirez tem tempo e vamos fazendo o que ele vem pedindo. Temos um mês e meio para seguir trabalhando e chegar muitíssimo preparados”.

O atleta seguiu falando da confiança que o time vem adquirindo. Para ele, o Inter é sempre protagonista, independente de jogar dentro ou fora de casa e que é uma equipe que tenta sempre agredir o adversário. Saravia também relembrou seu retorno aos gramados após longo tempo lesionado: “Feliz por voltar a vestir essa camisa. Fiquei um tempo ande longe dos campos. Me sinto muito bem na hora das partidas. Estou contente e com muita gana e responsabilidade para enfrentar as partidas importantes”.

Relacionando o trabalho de Miguel Ángel Ramirez com o da Seleção Argentina e com os técnicos colorados anteriores, Saravia frizou ser diferente. Porém, o lateral comentou se sentir mais protagonista estando com a bola e sente estar correspondendo bem àquilo que o professor espanhol lhe pede.

Ainda, o jogador reiterou que o Inter deve entrar para disputar tudo o que joga e contou os bastidores das tarefas passadas da comissão técnica ao grupo de jogadores: “O corpo técnico está constantemente atrás dos jogadores. Temos a liberdade para falar com eles. Estamos tratando de maneira clara. É uma equipe que crê muitíssimo nisso (no projeto)”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Inter e Grêmio conhecem seus adversários nas oitavas da Libertadores e Sul-Americana
Sotero comemora vitória comandando o Grêmio e explica a titularidade de Paulo Victor
Deixe seu comentário