Roth esboça time e Nico López deve ser opção no banco de reservas


Por: Jonata, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal.

O Internacional voltou aos treinamentos com o foco no jogo contra a Chapecoense. Marcação pressão, marcação no campo do adversário são os principais tópicos trabalhados nas atividades no CT Parque Gigante.

Para o confronto, o técnico Celso Roth esbouçou a provável equipe, que deve ter algumas mudanças com relação ao último jogo. Durante  a semana, o treinador testou alguns atletas na lateral direita. O meia Gustavo Ferrareis, o zagueiro da base Rak e o zagueiro Eduardo foram os jogadores que foram experimentados. Segundo o treinador, Eduardo larga na frente dos concorrentes.

”O Eduardo acabou trabalhando hoje, até porque teve merecimento para isso. Eu coloquei o Gustavo no início da semana pela atitude, pelo perfil do Gustavo. Aí depois coloquei o Rak, que é um menino que veio da base, que é zagueiro e já jogou na função. E depois coloquei o Eduardo que está retornando ao clube. Quem se encaminhou mais foi o Eduardo”, declarou.

No meio campo, algumas mudanças. Roth deve fixar Fernando Bob à frente da zaga e dar mais liberdade a Fabinho, que deve fazer a dupla com Seijas. Mais à frente, Vitinho deve retornar ao time, ao lado de Sasha. No comando de ataque, Nico López, deve ficar como opção para o segundo, pois segundo o comandante, o atacante sofreu uma pancada no tornozelo e não está 100% no condicionamento físico.

”O Nico está passando por um período de adaptação no Inter. Jogou algumas partidas, não está 100%, porém ainda está passando pelo período de adaptação. No inicio dessa semana teve um problema no tornozelo, está se recuperando ainda. Trabalhou ontem e hoje, mas não sei para o fim de semana”, disse Roth.

Para enfrentar a Chapecoense, segunda-feira, na Arena Condá, às 20hrs, o Colorado dever ir à campo com Marcelo Lomba, Eduardo, Paulão, Ernando, Artur; Fernando Bob, Fabinho e Seijas; Sasha e Vitinho.

 

Acompanhe a primeira coletiva do treinador:

Comentários