Renato faz críticas à imprensa e destaca: ”Enquanto eu estiver aqui, o Grêmio nunca vai ajudar o Internacional”

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

derrota para o Flamengo por 4 a 2, no Campeonato Brasileiro, deixou marcas na coletiva de Renato Portaluppi. Marcas essas que não tinham relação com o que havia acontecido na partida, mas sim, com tudo que envolveu o extra-campo após a derrota no Grenal 429, do último domingo (24).

Esquecendo qualquer tipo de magóa que poderia ter criado com a derrota, de virada, para o Flamengo por 4 a 2, Renato se concentrou no clássico de domingo. O pênalti não marcado em Ferreira, nos acréscimos, ainda era pauta das conversas do técnico gremista, que também diz não ter concordado com a penalidade marcada a favor do Inter, que garantiu a vitória colorada por 2 a 1, no Beira-Rio. Renato retomou, ainda, a possibilidade de utilizar o sub-23 no restante do Campeonato Brasileiro, mas afirmou que o presidente Romildo o convenceu a manter a equipe titular.

”Hoje (contra o Flamengo) vacilamos, concordo. Mas domingo, não. Poderíamos estar muito bem na briga. Alguns podem querer esquecer, mas eu vou lembrar. E seria totalmente diferente. Não deixaram. Aquele pênalti légitimo no Ferrreirinha no Grenal, não exijam demais do Grêmio. Quando queríamos, vocês viram o que ocorreu.”, iniciou o treinador.

Para o comandante, não faltou seriedade para a equipe, que de acordo com ele, foi superior no primeiro tempo. Mas na segunda etapa, a equipe de Rogério Ceni encontrou dois gols, e depois, relaxou a equipe Tricolor. No entanto, Renato garantiu que a equipe vai fazer o que precisa para pelo menos classificar para a Copa Libertadores deste ano.

”O Grêmio fez um belíssimo primeiro tempo, dominou todas as ações. Com muita seriedade, precisavámos voltar para o segundo tempo. Infelizmente, o Flamengo logo achou dois gols e isso relaxou nossa equipe. O Grêmio sempre joga com seriedade, sempre busca as vitórias. Independente da competição, do adversário. Vou ser sincero, depois do que eu vi domingo, o presidente me convenceu, mas por mim jogavam os garotos.’‘, pontuou o técnico.

A partida contra o Flamengo, também valia algo para os colorados. Se a vitória Tricolor se confirmasse, o Inter tinha a possibilidade de se isolar ainda mais na liderança do campeonato. Questionado sobre isso, Renato reiterou que o Grêmio nunca ajudará o maior rival, mas destacou que precisa prevalecer o mérito.

E no mesmo contexto, fez críticas duras à imprensa. O técnico insinou suposta tristeza de jornalistas ”colorados” pela falta de títulos recentes ao Inter. Inclusive, prometeu nomeá-los se as cobranças seguissem com tom crítico ao Grêmio. Destacou que há respaldo do presidente gremista Romildo Bolzan, para que ele aumente o tom diante da imprensa.

”Eu não tenho medo de nenhum de vocês (jornalistas). Vou dar o nome, deixar vocês mais famosos. Aí depois vocês se entendam com a torcida do Grêmio. Estamos muito bem. E vocês colorados, que sofrem há muito tempo, torçam para o Inter ser campeão. Ou ficarão na fila de novo.”, disse.

Com a derrota para o Flamengo, o Grêmio estacionou na 6ª posição da tabela do Brasileirão, com 51 pontos. Na próxima rodada, enfrenta o Coritiba, no Couto Pereira. A partida acontece às 16h.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Grêmio perde de 4 a 2 para o Flamengo e se vê longe do G4
Grêmio tem desfalques e dúvidas para enfrentar Coritiba
Deixe seu comentário