Ramirez responde sobre protestos da torcida na semana: “Não ajudam, mas eu entendo”

Miguel Ángel Ramirez falou após o empate em 2 a 2 diante do Sport na estreia do Campeonato Brasileiro

Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional

O Inter não iniciou o Campeonato Brasileiro como imaginava. Com o empate por 2 a 2 contra o Sport, o time de Miguel Ángel Ramirez chegou ao terceiro empate seguido. O técnico espanhol falou em entrevista coletiva após o término do confronto que gerou muitas polêmicas.

Durante a semana aconteceram alguns protestos dos torcedores colorados cobrando os resultados recentes do time. Ramirez falou sua opinião do tema: “Não ajudam, mas eu entendo. No hotel houve protesto, mas também teve alguns torcedores que foram apoiar. Existe gente descontente e eu respeito isso. Estão com fome de vitórias”.

Para o treinador, o time deveria ter feito coisas diferentes quando estavam com o placar a favor em 2 a 0 para aumentar a vantagem. Contudo, acerca dos últimos resultados, Ramirez frizou: “O resultado manda, não podemos ser torcedores, somos profissionais. Temos que olhar por cima do resultado, ganhando ou perdendo”.

Questionado sobre o volante Johnny receber mais oportunidades no time titular, Ramirez ponderou: “Falta tempo e evolução. Cada um tem seu processo. Vai ter minutos, o que eu peço para ele é complicado. Peço que tenham um pouco de paciência”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Inter estreia em casa no Brasileirão com empate de 2 a 2 com o Sport
Alessandro Barcellos divulga vídeo no gol anulado do Inter e informa que recorrerá decisão na CBF
Deixe seu comentário