Portaluppi comemora atuação do time e explica opção por time reserva


Por: Jonata, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal.

Se nas entrevista coletivas anteriores, Renato havia deixado claro que o Grêmio não priorizaria competições, ou seja iria com força máxima para o Brasileirão e na Copa do Brasil, ontem o treinador surpreendeu a todos com a escalação de um time totalmente reserva para enfrentar o Santos e escancarou o interesse do Tricolor na decisão contra o Palmeiras. Após o empate contra o Santos na noite de ontem, Renato Gaúcho endossou a confiança que tem no elenco gremista, em especial nos garotos.

”Primeiro lugar, acima de tudo, se eu coloquei essa equipe é porque eu confio nessa garotada. Treinei essa equipe na última sexta, tenho visto eles treinando, têm me passando uma confiança. Não tive medo algum de colocar esse time para jogar. Conversei com todo mundo. Equipe foi valente, obedeceu taticamente o que foi pedido para eles. Saímos com um ponto, e fico feliz – disse, para emendar: – Quem está no grupo do Grêmio, precisa estar prontos a qualquer momento. é importante mostrar para o torcedor. Fico contente porque tenho mais opções, e é dar continuidade no trabalho. Foi surpresa, mas eu sei o que estou fazendo”. disse Portaluppi.

Alguns atletas escalados, como Guilherme Amorim, fizeram sua estreia neste Brasileirão. Outros, como Wallace Oliveira, Kaio e Iago, receberam poucas chances. Também foi possível dar ritmo para jogadores como Everton e Bolaños, ambos voltando de lesão.

“Eu fico contente porque tenho mais opções e agora é dar continuidade no trabalho. Muita gente falou que foi uma surpresa. Sim, foi uma surpresa, mas eu sei o que eu estou fazendo. Se eu coloquei a garotada é porque é final de temporada, a equipe está desgastada. Por isso eu amadureci bem esta ideia de colocar a garotada para jogar”, concluiu.

Comentários