Novo Hamburgo faz história e conquista o Campeonato Gaúcho

Depois da polêmica envolvendo o local da decisão, Novo Hamburgo e Internacional se enfrentaram no Estádio Centenário, palco do último título estadual de um clube do interior. Quis o destino que o Novo Hamburgo conquistasse o primeiro título da história no mesmo palco que o Caxias, de Tite, em 2000. Depois do novo empate no tempo normal, Beto Campos e companhia foram campeões gaúchos nas penalidades e quebraram a sequência de títulos colorada.

Zago confirmou a expectativa da última semana e entrou em campo com Ernando improvisado na lateral-esquerda, enquanto Uendel foi para a terceira função do meio-campo. Danilo Fernandes foi o escolhido para ser o goleiro da final. William, Cuesta e Léo Ortiz completaram o sistema defensivo. Rodrigo Dourado, Edenílson e D’Alessandro fecharam o meio, enquanto Nico López e Brenner formaram o ataque. Pelo lado do Novo Hamburgo, Beto entrou com a equipe titular, dona da melhor campanha do campeonato.

Últimos 90 minutos do Gauchão 2017

A etapa inicial foi movimentada no Estádio Centenário, especialmente pelo lado ofensivo do Novo Hamburgo. Constatada as dificuldades de Danilo Fernandes, os anilados foram pra cima logo no início. Em cobrança de lateral, João Paulo desviou e quase inaugurou o marcador. D’Alessandro respondeu, batendo falta no ângulo, obrigando Matheus Cavichioli a realizar grande defesa, na melhor oportunidade colorada do primeiro tempo.

Na bola aérea, especialidade da equipe, o Novo Hamburgo abriu o placar, no entanto, contou com a ajuda de Ernando para isso. Após bola alçada, o defensor cabeceou contra a própria meta e surpreendeu Danilo Fernandes.  Sem conseguir articular as jogadas e criar boas chances, o Internacional foi para o intervalo em desvantagem na decisão.

No segundo tempo, o time de Antônio Carlos Zago voltou com a postura totalmente oposta. Carlos entrou no lugar de Ernando, recuando Uendel para a sua posição de origem. E a alteração deu mais mobilidade ofensiva. D’Alessandro realizou o cruzamento, e, na confusão, Rodrigo Dourado chutou forte para o fundo das redes. Tudo igual em Caxias do Sul.

A partir da igualdade, o Inter dominou as ações e conseguiu neutralizar as jogadas de contra-ataque do Novo Hamburgo. Carlos e D’Alessandro levaram perigo ao gol de Matheus Cavichioli, mas não conseguiram a virada. João Paulo também trabalhou, porém, defensivamente, salvando o chute de William em cima da linha.

Edenílson sentiu dores após dividida e precisou ser substituído por Valdívia. O jovem tentou o gol da vitória, mas também parou no goleiro adversário. Nos acréscimos, com a partida se encaminhando para as penalidades, Zago colocou Diego e tirou Carlos, já pensando nas cobranças.

Nos pênaltis, D’Alessandro, Víctor Cuesta e Nico López desperdiçaram as chances, parando no travessão e em Matheus Cavichioli. Pablo cobrou o último pênalti no canto direito de Danilo e deu ao Novo Hamburgo o título do Campeonato Gaúcho 2017.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo que viole os termos de uso, denuncie.