Mesmo perdendo, Inter se classifica na Copa do Brasil


Por: Jonata, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal.

A vantagem construída no Beira-Rio foi bem aproveitada pelo Colorado. Mesmo perdendo por 1 a 0 no Castelão, o time misto de Roth conseguiu a classificação diante de um Fortaleza também bastante modificado. Com 3 x 1 no placar agregado, o Colorado espera o sorteio na próxima sexta.

Primeiro Tempo

O Inter foi à campo com um time bastante modificado. Brenner, Anderson e Alex eram alguns dos nomes que retornavam a equipe para enfrentar o Fortaleza. Os cearenses também estavam priorizando outra competição e montaram uma equipe bastante desfalcada.

Com os times modificados, os jogadores erravam muitos passes no meio campo, facilitando a marcação e não criando muitas oportunidades de gol. A primeira chance foi do Fortaleza, aos 13′, que parou na trave. Um minuto depois, Após boa jogada pela esquerda, Everton cruzou rasteiro. Danilo Sobralense apareceu na pequena área e, livre, completou para as redes.

A derrota por 1 a 0 ainda dava a classificação para o Inter, já que havia vencido o primeiro jogo por 3 gols de diferença. Mesmo assim, o Inter avançava seus jogadores e exercia certa pressão no adversário, principalmente nos cruzamentos para área.

A falta de afinidade entre os jogadores colorados era visível. O meio campo vermelho padecia de ritmo, principalmente com Anderson, que ficou muito ausente no primeiro tempo. As características defensivas se sobressaíam e pouco de novo era criado. Os volantes não acompanhavam na marcação e muitas vezes, as jogadas adversárias eram construídas pelo flanco.

Sem chances reais de gol para o Inter, o jogo se encaminhou para o intervalo.

Segundo Tempo

Sem alterações os times retornaram do vestiário. O panorama do jogo seguiu como na primeira etapa, mas com o Inter mais organizado e conseguindo amenizar os efeitos do ataque do Fortaleza. Celso Roth armou duas linhas de quatro bem alinhavadas, dando pouco espaço para os adversários tocarem a bola.

Com os jogadores mais próximos, a defesa ficava mais guarnecida e assim os meias conseguiam segurar mais a bola na posse colorada. Agora eram os cearenses quem erravam muitos passes e facilitavam a recuperação da posse pelo Inter. Mesmo assim, o time de Roth pouco atacava, concentrando o jogo na intermediária e matando o tempo, já que possuía a vantagem.

Sem permitir o ataque do Fortaleza, o Inter ia segurando a pressão na sua intermediária e bem postado neutralizava os ofensivos adversários e cozinhou o jogo até esgotar o tempo regulamentar. Nos acréscimos, Sasha ainda teve boa chance de empatar o jogo, e cara a cara, parou no goleiro Edimar.

Dono da bola Coca-Cola: Danilo Fernandes

Ficha Técnica

FORTALEZA 1 X 0 INTERNACIONAL – COPA DO BRASIL

Gol: Rodrigo Sobralense

Fortaleza: Ricardo Berna; Felipe, Lima, Edimar e Wilian Simões; Juliano, Corrêa, Daniel Sobralense (João Paulo) e Everton (Ronaldo); Juninho (Pio) e Anselmo. Técnico: Hemerson Maria.

Inter: Danilo Fernandes; Ceará (William), Paulão, Eduardo e Alex; Fernando Bob, Fabinho, Anderson (Sasha), Seijas e Gustavo Ferrareis; Brenner (Aylon). Técnico: Celso Roth.

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (Ceará).  Arbitragem: Thiago Duarte Peixoto, com Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (trio de São Paulo). Cartões amarelos: Fernando Bob (I).

Comentários