Inter quer manutenção do elenco, mas prevê negociação de até dois jogadores: “Cumprir orçamento”

Foto: (Rádio Grenal)

Em meio a novas avaliações quanto ao planejamento financeiro, a situação do elenco do Inter também passa por uma nova análise. A prioridade do clube é de manter seus jogadores, mas a projeção é de negociar até dois atletas para a manutenção do orçamento.

Em entrevista à Rádio Grenal, o executivo de futebol do Inter, Rodrigo Caetano citou as consequências nas transferências de atletas e afirmou que a prioridade é pela permanência dos atuais jogadores.

“A ideia era ter um elenco equilibrado em todos os setores, que era a ideia do Coudet. Nós conseguimos isso com recursos escassos e atendemos o pedido do técnico. Com a parada das competições e com as dificuldades financeiras dos grandes clubes europeus, a janela não virá com a mesma sede como vem nos outros anos pelos jovens valores aqui no brasil. Não tínhamos negociações encaminhadas, tínhamos sim, previsão. Temos que negociar algum atleta, um ou dois, para cumprir nosso orçamento. Mas tudo ficou prejudicado e não temos nenhuma previsão com relação a isso”, declarou o executivo.

Mesmo sem uma previsibilidade quanto aos negócios, o atual elenco também possui atletas com contrato que se encerram no final deste ano. Entre os nomes, D’Alessandro. “Ainda não conversamos. A prioridade nossa, hoje, é encontrar a solução para essa nossa travessia. Nós temos interesse que os jogadores permaneçam conosco, independente do calendário. E o caso de D’Alessandro é sempre muito especifico. Ele colabora demais com o clube. Vamos conversar isso, quando tivermos o mínimo de previsibilidade possível”, explicou Caetano.

Confira outras declarações de Rodrigo Caetano:

Readequação de salários

Resolvemos fazer um estudo mais minuciosos sobre os impactos, do tamanho do prejuízo. De fazer esse planejamento. Pagamos o mês de março, no quinto dia útil de abril. E, posteriormente, a mesma coisa em maio. Durante esse período, as conversas são rotineiras para avaliarmos de que forma faremos ou qualquer readequação. O que acordamos era que esses meses seriam pagos à vista, e assim teríamos uma conversa mais compreensiva para o futuro.

Busca por reforço na zaga

Eu diria que ainda era uma busca de reforço para depois da fase de grupo, que eu acredito que o Inter vai passar, de mais uma opção para o Coudet no ataque. Na zaga, não foi prioridade. Muitos atletas jovens que foram usados e deram conta do recado. Isso até foi uma das discussões, que por conta do poucos recursos, deixou de se uma preliminar após os jogos do Gauchão. Tudo se modificou na parada. Hoje, a nossa realidade é a manutenção do elenco.

Interesse em Franco Cervi

Em relação ao Cervi, nós consultamos, sim. Na época, não estava atuando no Benfica. Depois, assumiu a titularidade e virou quase inegociável. Nunca mais voltamos a falar neste nome.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Inter lança drive-thur solidário para arrecadação de doações
Inter terá reunião com emissora para debater possível rescisão de contrato
Deixe seu comentário