Inter perde o clássico, soma 5 jogos sem vitória no Brasileirão e Argel corre risco


Por: Kalleb França, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal

A bela manhã deste domingo entrou para história com um Grenal de bom nível técnico e tático e sem violência disputado em um Beira Rio Lotado. Foi o clássico dos desfalques, do trator, da valsa e de tantas outras provocações que surgiram durante a semana.  O Internacional saiu derrotado por 1×0 e soma o 5º jogo sem vencer no campeonato, sai do G4 e pode terminar a rodada em 8º colocado. Já o Grêmio vai aos 24 pontos assume a vice-liderança e pressiona o Palmeiras que está na liderança.

 

 

Primeiro tempo fraco e lento do Internacional

 

O primeiro tempo do Grenal 410 foi complicado para a equipe do técnico Argel. A alternativa de entrar com três volantes dificultou na saída de bola e permitiu que o Grêmio ficasse mais com ela, mas mesmo com dificuldades a partida estava truncada e imprevisível. Qualquer erro poderia custar caro para qualquer um dos lados.

A ideia do colorado era marcar e esperar para sair em um contra ataque. A trinca de volantes errou muitos passes e, quando tinha a possibilidade de atacar com a bola no chão, optava por tentar passes longos em profundidade para chegar na linha de fundo e tentar explorar a bola alta na área do Grêmio.

Aos 9′ a primeira chance de colocar a bola na área foi do Inter, a bola foi erguida pelo venezuelano Seijas para o zagueiro Paulão, que cabeceou para fora. O colorado tentava adiantar a linha de volantes, mas o jogo congestionado no meio de campo não permitia que nenhuma das equipes chegasse com qualidade a ponto de marcar.

 

O gol

 

Uma tentativa de saída rápida do setor de meio campo do Inter, culminou em mais um erro de passe. A bola ficou com Luan, a defesa colorada falhou e o meia gremista acertou um passe preciso para Everton, que entrou pelo lado esquerdo e chutou, o goleiro Muriel espalmou para o meio da área, nos pés de Douglas, que chutou forte e abriu o placar para o adversário. Grêmio 1×0 Internacional.

Argel, diante das dificuldades impostas pelo time de Roger, mudou a estratégia e colocou Gustavo Ferrareis sacando o volante Fernando Bob e abandonando os três volantes inicias. A mudança resultou em uma blitz colorada. Mesmo sem muita velocidade e trôpego, o Colorado ia tentando a todo o momento chegar pelos lados do campo e colocar a bola na área. O primeiro tempo se encaminhou para o final sem maiores chances para o Inter a pressão resultou em alguns escanteios e nada mais.

 

Melhora na segunda etapa

 

Ao entrar para o segundo tempo o Internacional mostrou animo e determinação. A postura dentro de campo foi o mesmo. Mais adiantado, o colorado tentou por todos os lados. Em menos de dez minutos já eram quatro escanteios para o time da casa. A tentativa de encontra o gol de empate na bola aérea estava evidenciada a cada jogada. Em uma destas chegadas, a bola sobrou para Sasha que chutou por cima.

Em uma das poucas jogadas do Internacional pelo meio de campo, Gustavo Ferrareis escapou  em velocidade, colocou a bola na frente tirando do volante  Walace, e chutou forte a bola passou muito perto, mas saiu pelo lado. As tentativas eram inúmeras. O técnico Argel mexeu novamente no time aos 18′ Valdívia entrou no lugar de Seijas. Na sua primeira chance, Valdívia recebeu dentro da área e chutou forte a bola explodiu no zagueiro Rafael Thyere.

A entrada de Valdívia deixou o time mais veloz e pressionando um pouco mais, porém a marcação efetiva do Grêmio impossibilitava jogadas com chances mais claras de gol. Com isso, Argel sacou da terceira mudança, Anderson entrou no lugar de Sasha aos 25′. A mudança não surtiu um efeito favorável. Mesmo com a pressão, o adversário esperou e segurou o Inter com forte marcação e concentração.

O colorado, nervoso em campo pressionava. Em uma boa jogada, Paulão recebeu um passe pelo lado esquerdo e tocou para tirar de Jaílson e ganhar a linha de fundo, na sequência, Paulão enquadrou o corpo para o chute e conseguiu tirar de Marcelo Grohe, por pouco o inter não conseguiu o empate. Atabalhoado e na base mais da vontade do que da organização, o Internacional se lançou par ao ataque e acumulou chances perdidas. Em um escanteio, a bola cruzou a área gremista e nenhum jogador colorado alcançou.

A partida se encaminhou para o final e Inter de Argel não teve forças para empatar a partida dentro de casa com mais de 40 mil torcedores. A derrota é se soma a mais quatro resultados negativos e pressiona o departamento de futebol. Na próxima rodada o Internacional joga contra o Santa Cruz fora de casa  no Domingo 10/07 às16h.

 

FICHA TÉCNICA:

Craque da bola Coca-Cola: Paulão

Internacional (0): Muriel; William, Paulão, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Fernando Bob (Gustavo Ferrareis), Fabinho e Seijas (Valdívia); Eduardo Sasha (Anderson) e Vitinho.

Técnico: Argel

Grêmio (1): Marcelo Grohe; Edilson, Rafael Thyere, Fred e Marcelo Oliveira; Walace, Jailson (Ramiro), Giuliano, Douglas (Bolaños) e Everton (Pedro Rocha); Luan.

Técnico: Roger

Local: Estádio Beira-Rio

Gol: Douglas, aos 19 minutos do primeiro tempo (G)

Arbitragem: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)

Cartões amarelos: Artur, Fernando Bob, Anderson e Vitinho (I); Marcelo Grohe, Edílson, Ramiro e Luan (G)

Público: Pagantes (36.229), não pagantes (2.178), Total público (40.686)

Renda: R$ 1.726.850,00

Comentários