Inter não sai de um empate com o Fluminense e se aproxima ainda mais do Z4


Por: Kalleb França, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal

Mais uma partida sem vitória. A torcida, apoiou durante a partida, compareceu em bom número, não o esperado, mas um bom número diante da situação que a equipe se encontra. Mesmo assim, o futebol demonstrado em campo foi insuficiente para que a série de dez jogos sem vitória se encerrasse. O Fluminense, teve a vitória por duas vezes, mas permitiu o empate. O placar de 2×2, deixou os cariocas na 10ª posição, e o Internacional caiu mais uma posição e figura agora em 13º com 22 pontos, apenas dois pontos a frente da zona do rebaixamento.

 

Primeiro Tempo

Uma tarde de recuperação. Uma tarde, onde o torcedor colorado era tido como a personagem mais importante na tentativa de retirar o Internacional de uma crise monstruosa, porém logo aos 2′ de partida, um cruzamento do Fluminense, foi afastado pela zaga colorada, no rebote Gustavo Scarpa pegou de perna canhota de primeira e com um chute muito forte colocou no ângulo do gol colorado, sem chances par ao goleiro Marcelo Lomba. Estava aberto o placar para o tricolor carioca.

Apesar de ficar com a posse de bola, o Internacional não conseguia criar nenhuma chance de gol e aos 18′ um susto. Em uma cobrança de falta, o zagueiro Gum colocou pra dentro do gol. Seria o segundo gol do Fluminense, porém o árbitro anulou pois Cícero tentou tocar na bola com ela quase dentro do gol, e ele estava impedido. Com o segundo gol anulado, o colorado conseguiu finalizar pela primeira vez aos 33′. Uma troca de passes, resultou na entrada de Valdívia, que de dentro da área chutou fraco para a defesa de Cavallieri.

Logo em seguida, o árbitro não marcou uma falta em Seijas, o técnico Falcão reclamou de forma exagerada e foi expulso pelo árbitro. Depois de muita reclamação, o comandante deixou o gramado. Mesmo sem seu treinador, o time ia tentando se encontrar enquanto o Fluminense deixava os colorados com a posse de bola e tentava encaixar algum contra ataque.

Com dois minutos de acréscimo, o meia Seijas protagonizou a melhor chance do Inter, com um chute de fora da área obrigou o goleiro Diego Cavalieri a fazer uma grande defesa. Logo em seguida, outra grande jogada do venezuelano. Ele pegou a bola no lado direito, avançou  e tirou da marcação, com a bola na perna esquerda, o jogador chutou forte e em curva, a bola entrou no cantinho, desta vez, sem chances para o goleiro adversário.

 

Segundo Tempo

A etapa complementar começou com o time da casa marcando mais adiantado e de forma mais elétrica. O ânimo renovado com o gol de Seijas ao final do primeiro tempo deu a entender que o colorado iria virar o jogo a qualquer momento, porém os erros voltaram a aparecer. No que tange a marcação, o time era desorganizado e desatento. Em relação ao ataque, a equipe parecia afobada.

Em busca de uma virada histórica, o time colorada passou a dar muitos espaços para o contra ataque, em um deles Wellington aproveitou uma falha do volante Fabinho, e ficou com a bola. O jogador to time carioca escapou com velocidade pelo lado esquerdo, e tocou com precisão para a chegada de Gustavo Scarpa, que teve o único trabalho de tirar de Marcelo Lomba e colocar pra dentro do gol. O 2×1 estava anotado para os visitantes, qua mantiveram a postura para tentar chegar ao terceiro gol.

O Inter modificou, entrou Ariel no lugar de Valdívia. Aos 32′ o atacante recebeu um bom passe de Artur chutou forte e o goleiro Diego Cavallieri espalmou para fora. Na cobrança de escanteio, houve um desvio na primeira trave, a bola sobrou no meio da área onde estava o volante Fernando Bob,  o jogador chutou forte e marcou o gol de empate. A partir daí, o jogo ficou em aberto. Anderson entrou no lugar de Ernando, e Fabinho foi para a lateral direita. A mexida de André, que ficou no comando após a expulsão de Falcão, deixou o Inter mais aceso em busca da vitória.

Mesmo com a pressão no final da partida, o Internacional não saiu do empate com o Fluminense. É o décimo primeiro jogo sem vencer e a equipe parece não encontrar o caminho de um futebol consistente e vitorioso. Com o apito final, a torcida aplaudiu o time em sinal de apoio e carinho incondicional, essa atitude pode dar ao time a força que precisa para buscar a tão esperada vitória contra a Chapecoense fora de casa na próxima rodada, que abre o segundo turno do campeonato brasileiro.

Flu fica à frente duas vezes no placar, mas acaba no empate com o Inter

Gustavo Scarpa teve tarde inspirada no Beira-Rio e marcou dois golaços, mas Colorado lutou e conseguiu a igualdade no placar com gols de Seijas e Fernando Bob.

Hugo Mirandela

7 ago 2016

18h24

  • separator
  • 0
  • comentários

O Fluminense teve chances de conseguir, enfim, a sua segunda vitória seguida no Brasileirão, mas acabou ficando no empate em 2 a 2 com o Internacional, neste domingo, no Beira-Rio. Resultado ruim para os dois times. Com Gustavo Scarpa mais uma vez inspirando, fazendo dois golaços, o Tricolor ficou duas vezes na frente do placar, mas acabou cedendo a igualdade para o Colorado, que segue em crise, para desespero de sua torcida, que até compareceu em bom número.

Com o resultado, o Flu chega aos 25 pontos e está na nona colocação. Já o Inter fica na 13ª posição, com 22 pontos. Os dois times podem perder posições até o fechamento da rodada.

Mesmo jogando fora de casa, o Fluminense começou o jogo a mil por hora e chegou com perigo logo no primeiro minuto de jogo, em jogada de bola parada. Gustavo Scarpa bateu falta e Gum desviou de cabeça para defesa de Lomba. Não demorou muito e o Tricolor abriu o placar com um golaço de Scarpa, logo aos três minutos. O meia aproveitou rebote da zaga e bateu de primeira, de fora da área, sem deixar a bola cair, acertando o ângulo do goleiro colorado.

Timidamente o Inter foi tentando sair da pressão do Flu, mas não conseguia assustar Diego Cavalieri. O Tricolor continuava perigoso no ataque e chegou a ampliar com Gum, que desviou cruzamento de cabeça. No entanto, o bandeirinha marcou impedimento muito polêmico de Cícero, alegando que ele participou da jogada.

Mesmo com mais posse de bola, o Inter só foi dar o primeiro chute a gol com perigo aos 32 minutos. Valdívia aproveitou rebote da zaga e bateu para defesa segura de Cavalieri. Para piorar a situação dos donos da casa, o técnico Paulo Roberto Falcão ainda foi expulso por reclamação.

Depois de perder alguns contra-ataques, o Flu acabou castigado no último lance do primeiro tempo, aos 47. Seijas, que minutos antes tinha acertado belo chute para defesa de Cavalieri, marcou um golaço de fora da área. Em contra-ataque, o venezuelano saiu da lateral esquerda e com liberdade foi carregando até o meio, limpou Douglas e bateu no cantinho do goleiro tricolor, que não teve chances. A bola ainda beliscou o pé da trave antes de entrar.

Animado com o gol no fim do primeiro tempo, o Inter voltou melhor do intervalo. O Colorado dominou as ações e chegou com perigo mais uma vez com Seijas. O Flu teve duas chances de responder com Scarpa, mas o meia bateu duas bolas de fora da área longe do gol.

Porém, o Fluminense equilibrou o jogo e ficou à frente no placar com mais um belo gol, mais uma vez de Scarpa. Sumido na primeira etapa, Wellington acordou e fez grande jogada pela esquerda, enfiando para Danilinho entrando na área. O meia-atacante rolou para o meio e o camisa 40 apareceu para bater no canto de lomba.

O Inter chegou ao empate 14 minutos depois. Cavalieri salvou chute de Ariel e jogou para escanteio. Na cobrança, a bola cruzou toda a área, ninguém da zaga do Flu cortou e ela sobrou para Fernando Bob fuzilar para o fundo da rede.

Depois as equipes foram para o ataque buscar a vitória, mas não aproveitaram e ficaram na igualdade.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL 2 X 2 FLUMINENSE

Local: Beira-Rio, no Porto Alegre (RS)
Data/horário: 07 de agosto de 2016, às 16h15
Árbitro: Rafael Traci – PR (ASP-FIFA)
Auxiliares: Bruno Boschilia – PR (FIFA) e Ivan Carlos Bohn – PR (ESP)
Público/renda: 19.552 pagantes/ R$ 483.375,00
Cartões amarelos: Alan Costa, Artur, Paulão (Internacional); Douglas, Marcos Junior, Wellington (Fluminense)
Cartões vermelhos: –
Gols: Gustavo Scarpa aos 3’/1ºT (0-1) e 18’/2T (1-2), Seijas aos 47’/1ºT (1-1)

Internacional: Marcelo Lomba; Ernando (Anderson – 33’/2T), Paulão, Alan Costa e Artur; Fernando Bob, Fabinho, Seijas e Valdívia (Ariel – 26’/2T); Eduardo Sasha (Gustavo Ferrareis – 16’/2T) e Nico López.

Fluminense: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Henrique, Gum e William Matheus; Douglas, Cícero e Gustavo Scarpa; Marcos Junior (Danilinho), Wellington (Marquinho – 33’/2T) e Henrique Dourado (Samuel – intervalo).

 

Comentários