Inter e Novo Hamburgo empatam no primeiro jogo da final do Campeonato Gaúcho

De um lado, a busca pelo título histórico e, do outro, pelo heptacampeonato estadual. Na tarde deste domingo (30), Internacional e Novo Hamburgo entraram em campo, no primeiro capítulo das finais do Gauchão. Diante de 43 mil torcedores, as equipes protagonizaram um espetáculo, que se encerrou com o placar de 2×2.

Antônio Carlos Zago outra vez não conseguiu repetir a escalação dos titulares. Keiller substituiu Marcelo Lomba, enquanto William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Uendel formaram a linha defensiva. Anselmo, Rodrigo Dourado e Edenílson formaram o tripé de volantes, com D’Alessandro mais à frente. No ataque, Nico López e Carlos, substituto do suspenso Brenner, completaram o time.

Grande jogo

Quem achou que a tarefa seria fácil para o Inter, por não se tratar de um Grenal na decisão, se enganou. O Novo Hamburgo começou assustando logo no primeiro minuto, no cabeceio de Júlio Santos, que acertou a trave. Na sequência, Juninho chutou forte de canhota, e  a bola passou perto do travessão colorado. A resposta vermelha veio com Anselmo, arriscando de fora da área, quase surpreendendo o goleiro Matheus Cavichioli.

Na especialidade da equipe, os visitantes abriram o marcador. Assis cobrou escanteio na cabeça de João Paulo, que subiu livre e não deu chances para Keiller. Mesmo com mais posse de bola, o Inter não conseguia traduzir a superioridade em bolas na rede. Nico López e William tentaram arriscar de longa distância, mas pararam no arqueiro adversário. D’Alessandro, já nos acréscimos, pegou de primeira e ia marcando um golaço, não fosse a grande defesa de Cavichioli, no cantinho.

No intervalo, Zago tirou Anselmo e colocou Roberson, para a alegria dos torcedores presentes. E o atacante justificou a alteração rapidamente. Edenílson achou o camisa 19 nas costas de zaga, que precisou chutar, contar com o bloqueio do zagueiro, além do desvio nas costas do goleiro, para comemorar o gol de empate. Quando começava a crescer e ganhar campo no jogo, o clube da capital foi surpreendido pela bola aérea outra vez. Após divida no alto, Assis subiu mais que Keiller e marcou o segundo do Novo Hamburgo.

Fato recorrente no Estádio Beira-Rio, Valdívia foi pedido pela torcida, e o comandante atendeu. O jovem entrou na vaga de Roberson, que saiu lesionado. Quando o jogo se encaminhava para o final com vitória da equipe do interior, brilhou a estrela dos gringos. D’Alessandro deu grande passe para Nico López, que, com um leve toque, encobriu Cavichioli e recolocou a igualdade no placar.

Depois do gol, ainda sobrou tempo para o drama dos goleiros colorados aumentar. Keiller se chocou com o ataque adversário, depois de bola alçada na área. Marcelo Lomba, mesmo sem estar em plenas condições, entrou no jogo para os instantes finais.

O duelo de volta acontece no próximo domingo (07), a partir das 16hs. A Rádio Grenal transmite ao vivo, através do 95.9 fm, aplicativos para smartphones e site oficial.

Comentários

comments