Impacto na situação dos atletas preocupa e Inter pede bom senso em retomada das competições

Atividades do grupo profissional estão suspensas por tempo indeterminado

Foto: (Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

Em meio à suspensão temporária dos trabalhos do grupo principal, o Inter já demonstrou que está estipulando medidas caso haja ampliação do prazo sem a realização de atividades, em virtude do coronavírus. Com a parada das competições e consequentemente dos treinamentos do elenco, o clube já realizou orientações e segue em monitoramento em prevenção à saúde, mas também para reduzir os prejuízos à condição física dos jogadores.

“Temos que ter outro olhar nos jogos quando retornarem. Como disse o Dr. Crescente (coordenador de saúde do Inter), depois de 15 dias já há danos físicos importantes. Vamos tentar reduzir ao mínimo os prejuízos”, declarou o vice de futebol Alessandro Barcellos.

Em entrevista coletiva, o executivo de futebol Rodrigo Caetano também afirmou que o clube mantém contato com as entidades organizadoras das competições e pontou que as equipes precisam também ser informadas de um tempo mínimo de quando irão retornar os jogos para a programação de uma nova temporada de treinos.

“Temos feito contatos com a CBF, com a Conmebol, e de forma presencial com a FGF. Tudo para que tenhamos competições com o mesmo nível de que vinham sendo disputadas. Não é uma preocupação só nossa, mas de várias equipes. Temos a previsão que essa semana e mais uma não há possibilidade de jogos (da Libertadores). É consenso o viés de alta que o Inter vinha tendo dentro de campo. Há também o impacto financeiro, mas isso é no mundo. Só mais na frente saberemos o tamanho dos estragos. Mas o mais importante é não ter estragos na saúde. Vamos manter um controle nosso de revisão nos atletas”, afirmou Caetano.

O prazo do retorno de atividades ainda é incerto, por conta da suspensão das competições. E, de acordo com o executivo de futebol se o período sem treinos se postergar, o clube já estuda medidas futuras, após 15 dias, tendo em vista a condição física do grupo de jogadores. Uma das ações citadas é pela divisão do elenco em pequenos grupos de jogadores para a realização de treinamentos. Enquanto isso, os atletas receberam indicações para seguir em seus domicílios.

“Eles vão receber orientações clinicas e médicas. Na questão física, é claro que teremos defasagem. Se o período se estender, vamos aplicar o que pensávamos fazer, de dividir o grupo em dois e realizar os treinamentos. Por ora, as orientações são que eles treinem em casa. Mas lá na frente é difícil prever”, explicou Caetano.

 

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Veja como ficam os trabalhos dos times do interior em relação ao surto de Coronavírus
Filha de Fernandão faz homenagem pelo aniversário do pai: “Longe do futebol era o mesmo cara que vocês tem como ídolo”
Deixe seu comentário