Guarda popular estende faixas no Beira-Rio em forma de protesto e Inter às retira

Faixas foram estendidas na área destinada a Guarda Popular

Foto: Divulgação / Internet

O estádio Beira-Rio amanheceu sob protestos da principal torcida organizada do Inter. Antes da partida diante do Cuiabá, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, a Guarda Popular estendeu faixas com diversas reclamações na área em que seria destinada à ela durante as partidas.

Entre todas as mensagens, ganharam mais destaque: ”Cabelinho sim, Instagram sim, Futebol não”, ”Dourado chorão” e ”Pior elenco da história”, mostrando toda a insatisfação por parte dos torcedores. Atualmente, o Inter é 14° colocado no Brasileirão, com 14 pontos, três acima da zona de rebaixamento, e foi eliminado de maneira precoce na Copa Libertadores, diante do Olímpia.

Porém, após a ação da torcida, o clube retirou todas as faixas que possuíam qualquer ligação com o protesto. De acordo com representantes, as faixas não estavam no rol de material autorizado. Além de ferir o Estatuto do Torcedor, que veda à fixação de qualquer cartaz, faixa ou bandeira com materiais ofensivos. 

O colorado segue treinando para o confronto diante do Cuiabá. Com a vitória, o Inter pode subir até quatro posições, dependendo do saldo de gols. Mas caso perca, pode cair até três posições e entrar na zona de rebaixamento. A partida será sábado (31), às 20h, no estádio Beira-Rio.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Bola aérea, explosão e oito anos de casa: conheça o possível centroavante do Inter diante do Cuiabá
Nonato é anunciado pelo Fluminense
Deixe seu comentário