Grêmio perde o jogo e os 100% dentro de casa


Por: Kalleb França, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal

Em uma noite atípica, o Grêmio perdeu para o Vitória por 2×1 dentro dos seus domínios, perdeu os 100% de aproveitamento em casa e também a chance de avançar na tabela de classificação para pressionar os rivais Internacional e Palmeiras na briga direta pela primeira posição. O time permanece na terceira colocação e torce por um tropeço do rival Internacional ainda na noite de hoje contra o Coritiba.

 

Primeiro tempo

 

O que parecia ser um jogo normal, para muitos já ganho pelo Grêmio antes mesmo de Sandro Meira Ricci apitar o início do jogo, devido ao fato de ter um time melhor, de ter mais pontos e de saber da necessidade de vencer em casa para seguir na busca pelos líderes do campeonato. Tudo isto contribuiu para que a partida fosse fácil, porém um 3-5-2 bem armado pelo técnico Wágner Mancini, amarrou o time do Grêmio.

A equipe tricolor, até começou melhor, pressionando, chegando pelos lados e pelo meio com velocidade, logo aos 2′ em boa jogada de Everton pelo lado esquerdo, o atacante tocou para trás e Luan chutou por cima. Antes dos 16′ o time do Grêmio já havia chegado mais de uma vez ao ataque, tudo indicava que o gol tricolor sairia rapidamente. Com uma tabela rápida entre Luan e Giuliano, o meia chegou de cara com o goleiro e chutou em cima do arqueiro Fernando.

A partida seguiu assim até os 25′ quando Diego Renan fez grande jogada pelo lado direito, e em um cruzamento que colocou a bola entre Edílson e Bressan e encontrou o atacante Kieza que subiu mais que todo mundo e cabeceou tirando a bola do alcance de Marcelo Grohe. Estava aberto o marcador em favor dos visitantes. Logo em seguida, Bressan que já havia falhado no primeiro gol, cometeu pênalti e foi expulso. A penalidade foi contestada pelos jogadores, porém foi marcada. Diego Renan chutou e marcou. 2×0 para o Vitória. A equipe gremista perdia o controle emocional e torcia para que o apito do juiz soasse encerrando a primeira etapa.

 

Segundo tempo

 

Na segunda etapa, o time de Roger voltou com uma modificação importante no meio de campo. Ramiro, deixou a partida com cartão amarelo e deu lugar para Jaílson. A modificação deixou o time tricolor mais adiantado e com maior posse de bola. Com o 2×0 à seu favor, o Vitória somente esperava para escapar nos contra ataques.

O Grêmio escapou pelo lado direito com Edílson aos 11′, o lateral fez o cruzamento fechado, o goleiro do Vitória Fernando, saiu mal e espalmou nas costas do zagueiro Vitor Ramos, a bola entrou nas redes do time baiano e o tricolor conseguia descontar o placar.

Aos 13′ Luan cobrou uma falta pela intermediária, o cruzamento encontrou Marcelo Oliveira que cabeceou no travessão. Em seguida aos 20′ Douglas deixou o gramado para entrada de Negueba.  A partida foi ficando cada vez mais nervosa, e o Vitória seguia explorando os contra ataques e atrasando o jogo. O time da casa conseguiu chegar com força com Giuliano aos 36′ o meia, chutou forte de dentro da área, mas Fernando fez boa defesa.

A blitz na reta final do jogo, originou um lance inacreditável. O zagueiro Vitor Ramos falhou, e Luan ficou de frente para o goleiro, o atacante avançou e tinha a chance do empate, ele tirou do goleiro mas a bola tocou na trave e saiu para fora.

A melhora na etapa complementar foi insuficiente para que a equipe Gremista empatasse. A derrota em casa, obriga o Grêmio a vencer o Atlético Paranaense na Arena da Baixada em Coritiba pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro no próximo domingo (25) às 16h00.

 

FICHA TÉCNICA


GRÊMIO 1 X 2 VITÓRIA

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data-hora: 23/6/2016 – 19h15
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-SC)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Neuza Inês Back (Fifa-SC)
Público/Renda: 12.636 pagantes/14.382 presentes/ 352.108,00
Cartões amarelos: Bressan, Ramiro, Walace e Marcelo Oliveira (GRE); Victor Ramos, Dagoberto, Tiago Real e Euller (VIT)
Cartão vermelho: Bressan, 30’/1ºT (GRE)

Gols: Keiza, 25’/1ºT(0-1), Diego Renan, 31’/1ºT(0-2) e Victor Ramos (contra), 10’/2ºT(1-2).

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Fred, Bressan e Marcelo Oliveira; Walace, Ramiro (Jailson, Intervalo), Giuliano, Douglas (Negueba, 19’/2ºT) e Everton (Marcelo Hermes, 33’/2ºT); Luan – Técnico: Roger Machado.

VITÓRIA: Fernando Miguel; Victor Ramos, Ramon e Kanu; Diego Renan, Amaral (Leandro Domingues, 24’/2ºT), Willian Farias, Tiago Real e Euller (José Welison 38’/2ºT); Dagoberto (Marcelo, 31’/2ºT) e Kieza – Técnico: Vagner Mancini.

 

Comentários