Goleiro do Vitória falha, Inter vence e abre vantagem na Copa do Brasil


Por: Diogo Rossi, Jornalista, radialista e Repórter na @rdgrenal

Após 20 dias de trabalho, o Internacional retornou a campo nesta quarta-feira, em jogo válido pela 4ª fase da Copa do Brasil. Diante de quase 19 mil torcedores, a equipe colorada sentiu a falta de ritmo de jogo, mas conseguiu sair do Beira-Rio com a vantagem no mata-mata, contra o Vitória, vencendo por 2×1, gols de Patrick e D’Alessandro, para os mandantes, e Denílson, para os baianos.

Odair Hellmann, mesmo com o atleta à disposição, preferiu deixar William Pottker no banco de reservas, ainda retornando de lesão. Marcelo Lomba, Fabiano, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago formaram o sistema defensivo. Rodrigo Dourado, Edenílson, D’Alessandro, Patrick e Rossi compuseram o meio-campo, com Roger no comando do ataque.

Erro primário e ajuda do goleiro visitante

As dificuldades no ritmo de jogo ficaram evidenciadas na primeira etapa, mas o Internacional conseguiu abrir o placar com um dos destaques da temporada. Rossi apareceu no lado esquerdo e rolou para Patrick, que invadiu a área, ganhou da defesa e chutou cruzado, sem chances para Caíque – que mais tarde viria a se tornar o protagonista da partida.

Na bola área defensiva, os comandados de Odair viram o zagueiro Kanu ganhar no alto da defesa e, de cabeça, acertar a rede pelo lado de fora. No ataque, Roger arriscou forte finalização, mas viu o goleiro do Vitória espalmar. Pouco antes do intervalo, Rodrigo Dourado tentou inverter a bola na intermediária defensiva e viu Rhayner roubar a bola. O atacante finalizou, Marcelo Lomba rebateu para o meio e Denílson, livre, empatou o duelo. Vaias na saída do gramado.

O segundo tempo marcou o retorno de William Pottker aos gramados, para a alegria da torcida presente, na vaga do centroavante Roger. Não demorou muito para o camisa 99 quase marcar, depois que Edenílson o encontrou atrás dos defensores adversários. O atacante, de perna direita, finalizou sem força, a bola tirou tinta da trave e se perdeu pela linha de fundo. Nico López e Brenner também ganharam oportunidades, nas vagas de Rossi e Fabiano. A segunda alteração implicou no recuo, novamente, de Edenílson à lateral-direita. O meio-campista/lateral, inclusive, acertou carrinho em Rhayner, foi advertido com o cartão amarelo e está suspenso para o jogo da volta.

Os instantes finais contaram com as principais ações de Caíque, que, nesta noite, substituíra Fernando Miguel, titular da posição. Nico López recebeu na direita, puxou para o meio e arriscou de fora da área, mas o arqueiro salvou no ângulo. No entanto, na cobrança de falta de D’Alessandro, em posição semelhante ao gol marcado no Grenal 415, o jovem goleiro falhou feio, ao tentar segurar a bola, deixar escapar e ver ela morrer no fundo das redes.

Na próxima semana (19/04), as equipes voltam a se enfrentar no Estádio Barradão, também pela Copa do Brasil. Qualquer empate classifica o Internacional à próxima fase da competição. Derrotas por 1 gol de diferença leva a decisão aos pênaltis.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo que viole os termos de uso, denuncie.

33 comentários em “Goleiro do Vitória falha, Inter vence e abre vantagem na Copa do Brasil

Comentários estão encerrados.