Fim da trajetória: últimas chances de D’Alessandro de vestir a camisa colorada

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

O fim de D’Alessandro no Inter está cada vez mais perto. No próximo sábado (19), contra o Palmeiras, o Inter encerra os jogos de 2020 no Beira-Rio. Mas o argentino já tem data de despedida, dia 27 de dezembro, na Arena Fonte Nova, em Salvador, contra o Bahia. As duas partidas são válidas pelo Campeonato Brasileiro, e serão as últimas em 2020. O camisa 10 colorado anunciou, no último dia 23, que não seguiria vestindo a camisa vermelha após a virada do ano, então mesmo com a temporada se extendendo até fevereiro, o jogador deixa o clube no próximo dia 31.

”A decisão tem sido amadurecida há alguns meses. Pela sequência da carreira, não poderia deixar até o fim. Por isso, resolvi antecipar o anúncio. O Inter seguirá gigante como é, e o D’Ale como atleta. Seguirei como atleta, mas não sei quanto tempo.”, disse, em carta de despedida para a torcida.

Não da forma que planejou, D’Alessandro não terá os torcedores colorados na arquibancada, em função da pandemia do COVID-19. Porém, não descartou a possibilidade de voltar para um jogo de despedida, em um futuro aonde o público esteja de volta.

É o terceiro jogador que mais defendeu o clube. Com 511 jogos, ele fica apenas atrás de Valdomiro, que jogou 803 vezes, e Bibiano Pontes, com 523 jogos. Há 12 anos no Inter, D’Alessandro já conquistou uma Libertadores, uma Copa Sul-Americana, uma Recopa Sul-Americana e oito Campeonatos Gaúchos.

Com tanto tempo de Beira-Rio, o gringo fincou raízes de vez em Porto Alegre e no Brasil. Em setembro, D’Alessandro obteve a dupla cidadania. Ele é hoje o brasileiro e também argentino com mais jogos na história da Libertadores. São 90 jogos.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Eleições Coloradas: Inter não tentará cassação da liminar da chapa José Aquino Flores
Praxedes, Maurício e Pedro Henrique retornam ao Internacional
Deixe seu comentário