Enquanto aguarda reforços, Coudet adapta seu ataque com o que possui à disposição

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

O ataque do Inter será reforçado em breve. Após a lesão de Paolo Guerrero, a diretoria colorada foi ao mercado buscar uma reposição. O nome de Alexandre Pato ainda é o mais próximo, apesar do clube negar negociações já fechadas. No entanto, Coudet possui mais um problema: sua principal escolha entre os reservar para substituir temporariamente o peruano, Willian Pottker também está lesionado e é baixa no time. O atacante sofreu uma lesão muscular na coxa direita no treino da última sexta-feira (21) e deve desfalcar o colorado nas próximas partidas.

Com isso, Coudet tem a sua disposição Thiago Galhardo, Marcos Guilherme, Yuri Alberto e João Peglow. O primeiro segue titular absoluto. Com a baixa de Guerrero, é o artilheiro da equipe. Galhardo inclusive foi o autor  do único gol da vitória contra o Galo, no sábado (22). Mas para atuar em seu lado, o técnico argentino precisará escolher entre jogadores disponíveis.

O recém-chegado Yuri Alberto entrou apenas no segundo tempo contra o Atlético-GO e ainda não recebeu oportunidade para sair jogando. Em entrevista coletiva no último sábado, Coudet explicou a situação do atacante de 19 anos: “O Yuri Alberto é jovem. Com certeza tem condições, mas falamos de um jovem que possui três partidas na primeira divisão. Ele está se adaptando e vamos tirar o melhor dele”.

João Peglow, cria da casa, estreou contra o Esportivo, pelo Campeonato Gaúcho, mas foi contra o Atlético-GO, que o jovem recebeu a oportunidade de iniciar uma partida entre os titulares. E fez seu papel: deu assistência para Musto abrir o placar contra o Dragão. Promovido na pré-temporada de 2020, o jovem é uma das principais promessas para o ataque colorado.

No sábado, o escolhido foi Marcos Guilhereme. Com Thiago Galhardo fazendo o papel de 9, o camisa 23 complementou o ataque. Apesar de Coudet preferir utilizá-lo como meio-campista, na falta de nomes, Marcos Guilherme já mostrou que pode ser uma boa opção para a titularidade do ataque, principalmente pela sua característica de velocidade.

Enquanto Coudet testa suas opções, o Inter vai ao mercado buscar um reforço. Para a diretoria colorada, será impossível superar a perda de Guerrero, mas buscará uma reposição que amenize a falta do peruano.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Diretoria colorada assume conversa com Pato, mas destaca: “Não vamos esperar ninguém”
Boschilia fala sobre entrosamento e desempenho da equipe no início do Brasileirão
Deixe seu comentário