Em sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro, Inter bate o Bahia por 1 a 0

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Jogando fora de casa na noite deste domingo (13), o Inter bateu o Bahia por 1 a 0, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O gol foi marcado pelo volante Edenílson, em cobrança de pênalti aos 29 minutos do primeiro tempo, garantindo a primeira vitória colorada no torneio. Com esse placar, o clube gaúcho soma 4 pontos, em décimo-terceiro lugar na tabela.

A equipe sob o comando interino de Osmar Loss precisou segurar a vantagem com um atleta a menos durante quase todo o segundo tempo: o cronômetro marcava apenas 6 minutos da etapa complementar quando Lucas Ribeiro recebeu cartão vermelho por trocar empurrões com Rossi. Em três jogos seguidos, foi a terceira vez em que um zagueiro colorado acabou “indo mais cedo para o chuveiro”.

O próximo compromisso do Inter está marcado para as 19h desta quarta-feira (16), no estádio Beira-Rio. O adversário da vez é o Atlético-MG, quinto colocado. Depois, novamente em casa, terá pela frente o Ceará na tarde de domingo (20).

Confronto

Precisando com urgência de uma vitória para evitar uma piora na situação que já havia resultado na saída do técnico espanhol Miguel Ángel Ramírez, o Inter controlou a partida demonstrando disposição, mesmo que isso não se refletisse em gols.

A equipe manteve a posse de bola ao longo do primeiro tempo. Encaixado defensivamente e forte pelos lados do campo, o Colorado chegaria à tão esperada primeira vitória pelos pés de Edenílson: lançado nas costas da marcação, o camisa 8 tentou driblar o goleiro Matheus Teixeira e acabou derrubado na área. Ele mesmo cobrou, com categoria, aos 29 minutos. Inter 1 a 0.

Na etapa complementar, o time passou a pressionar especialmente pelo corredor esquerdo e também desperdiçou chances claras de ampliação do placar, por meio de contra-ataques puxados por Taison. Algumas investidas do Bahia também levaram perigo à meta colorada, eventualmente exigindo defesas difíceis por parte do goleiro Daniel.

Aos 7 minutos, o zagueiro Lucas Ribeiro foi expulso e o Inter precisou encarar mais de 40 minutos com inferioridade numérica. Na prática, porém, o Inter conseguiu segurar a vitória e ainda arriscar alguns lances de ataque, sem chegar ao segundo gol.

Ficha técnica

– Bahia: Matheus Teixeira, Renan Guedes, Conti, Juninho, Matheus Bahia (Juninho Capixaba), Thaciano (Thonny Anderson), Patrick (Matheus Galdezani), Daniel, Rossi (Maycon Douglas), Gilberto e Rodriguinho. Técnico: Dado Cavalcanti.

– Inter: Daniel, Heitor (Caio Vidal), Lucas Ribeiro, Victor Cuesta, Léo Borges, Johnny, Edenilson, Patrick, Taison (Mauricio), Yuri Alberto (Rodrigo Lindoso) e Thiago Galhardo (Zé Gabriel). Técnico: Osmar Loss.

– Arbitragem: Wagner Nascimento Magalhães, auxiliado por Daniel do Espirito Santo Parro e Michael Correia.

– Cartões: no lado dos donos da casa, foram “amarelados” Matheus Teixeira, Renan Guedes, Matheus Bahia e Thonny Anderson, enquanto para os visitantes a advertência foi aplicada a Yuri Alberto, Taison e Léo Borges, além do cartão vermelho para Lucas Ribeiro.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Ramirez não resiste à eliminação na Copa do Brasil e é demitido do Inter
Loss comenta sobre ânimo no vestiário e elogia Ramirez: “Deixa seu legado”
Deixe seu comentário