D’Alessandro é naturalizado brasileiro e alivia grupo estrangeiro do Inter

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

A partir de agora, o Inter passa a ter um camisa 10 brasileiro. O dono da camisa não mudou, mas a sua nacionalidade foi duplicada. A Secretária Nacional de Justiça concedeu cidadania brasileira a D’Alessandro. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União da última quarta-feira (16).

O argentino de 39 começou a dar entrada nos documentos no final de 2017 e o processo lento e gradual só foi finalizado nesta semana, com a oficialização do governo brasileiro.

Em seu Twitter, o ídolo colorado comemorou: “Oficialmente brasileiro! Dia muito especial na minha vida e carreira. Ser cidadão de um país que tão bem acolheu a mim e minha família é motivo de muito orgulho. A história está feita! Obrigado, Brasil!“.

A dupla cidadania traz um alívio para o Inter. Isso porque, atualmente, a equipe de Eduardo Coudet possui sete estrangeiros em seu elenco. Com a nacionalização, D’Alessandro deixa de ocupar uma das vagas de gringos em partidas nacionais , em que o limite é de cinco por partida.

 

O meia tem contrato com o Inter até 31 de dezembro de 2020, mas tudo indica que D’Ale prorrogará sua permanência no clube. Em 12 anos vestindo a camisa colorada, são 498 jogos e 94 gols marcados. Nesta temporada, o argentino soma 21 jogos e dois gols.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Após derrota tricolor na Libertadores, Thiago Neves faz provocação no Twitter
Após vitória na Libertadores, Inter retoma treinamentos
Deixe seu comentário