Coudet assume responsabilidade por derrota no clássico, e diz que não considera ser a hora certa de utilizar jovens da base

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Depois da derrota para o Grêmio por 2 a 0 no Grenal 426, Eduardo Coudet se mostrou incomodado com o desempenho de sua equipe e com o fato de não ter vencido mais um clássico. Desde a chegada do técnico, foram quatro partidas contra o rival: um empate e tês derrotas. Mas Chaco deixou bem claro que se vê como o principal responsável pela má atuação na partida da Arena: “Em quatro clássicos, não fizemos nenhum gol. Além da parte mental, eu sou responsável por não ter conseguido transmitir aos jogadores a maneira que eu acredito que tenha que se jogar um clássico”.

“Não me agradou o que mostramos. Somos uma equipe que, para ser competitiva, necessitamos muito da parte física. Enfrentamos um rival de hierarquia, que está há muito tempo trabalhando junto. Temos de reconhecer que é uma grande equipe”, admitiu Coudet, destacando que seu grupo pecou principalmente no preparo físico.

Questionado sobre  a pouco utilização dos atletas da base, Coudet explicou que este não era o momento apropriado. O argentino tem nomes como Vinicius Tobias, Léo Borges e Juliano Fabro, que ainda não tiveram oportunidades de atuar com a equipe principal: “Não creio que um Grenal seja um cenário ótimo para que um jogador de base arranque […] São jogadores jovens que vão nos ajudar, mas precisamos dar a eles uma estrutura para jogar a primeira divisão. Não podemos avaliá-los apenas pelo sub-20 ou sub-23”.

Por fim, o técnico colorado explicou o motivo de D’Alessandro nem ter entrado na partida. Apesar da luta colorada para que o meia estivesse em campo, após ter sido suspenso por dois jogos, D’Ale ficou apenas no banco de reservas. “Tínhamos a intenção de colocá-lo, mas Rodinei estava com câimbras, e não sabíamos se teríamos que fazer uma troca. E no final, não acredito que seria uma solução nesse contexto”, finalizou.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Com gols de Maicon e Isaque, o Grêmio é campeão da Taça Francisco Novelletto Neto
Com a derrota no Grenal 426, Inter chega a nove clássicos sem vencer
Deixe seu comentário