Com time reserva, Grêmio empata contra o Santos pensando na Copa do Brasil


Por: Jonata, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal.

Mesmo com Portaluppi surpreendendo a todos com um time reserva, o Grêmio conseguiu um empate na Vila Belmiro diante de um Santos com força máxima. O Tricolor segurou a pressão e poderia até ter chegado a vitória, mas esbarrou na trave. O empate deixa o Grêmio em oitavo com 47 pontos, há dois pontos do G6. Na próxima quarta, tem a decisão contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil.

Primeiro Tempo

Nono colocado depois do início da rodada do Campeonato, o Grêmio foi à campo de cara nova. A grande novidade foi que Renato escalou um time todo reserva, preservando os titulares para a decisão de quarta, contra o Palmeiras.

Com um proposta clara de jogar no erro dos paulistas e forçar o contra-ataque, foi o Tricolor, que depois de resistir ha uma pressão inicial, abriu o placar na Vila Belmiro. Aos 9′ Jailson abriu bola para Kaio pela direita. O volante tocou para Everton, mais atrás. O atacante foi para cima de Thiago Maia, girou ajeitando para a perna esquerda e fuzilou o gol de Vanderlei. 

Depois do gol, o restante do tempo foi todo de domínio do Santos, com mais ofensividade e posse de bola. E deu resultado, já que Noguera empatou para o Peixe em jogada de bola aérea. Lucas Lima cobrou escanteio e atacante cabeceou livre no meio da área. A bola tocou na trave e balançou as redes. Foi o primeiro gol por cima que o time de Renato Portaluppi levou.

O Santos  dominou os primeiros 45 minutos, com volume de jogo. O Grêmio pouco atacou, esperando uma oportunidade de contra-ataque. Mas o Peixe conseguiu eliminar os perigos durante praticamente toda etapa inicial.

Segundo Tempo

No segundo tempo, os times seguiam nas mesmas propostas de jogo com ataques de lado a lado. O time do Grêmio queria logo fazer o segundo gol, bem como o Santos. Os paulistas não marcavam alto nem atacavam com contundência. Mais equilibrado que na primeira etapa, o duelo ganhava em velocidade, com os dois times mais afim de buscar o gol da vantagem. Mas os paulistas precisavam dos três pontos para entrar no G3 e foram mais ofensivos. 

A trave acabou por salvar as duas equipes em lances capitais, quando os goleiros já estavam batidos. O Santos pressionou, rondou a área, mas não repetiu o rendimento do primeiro tempo e errou muitas finalizações. O Grêmio, por sua vez, manteve a postura mais defensiva e só buscou contra-atacar a partir das mudanças de Renato. Parecia satisfeito com o empate. Portaluppi ainda promoveu a entrada dos titulares Maicon e Kannemann, além de Miller Bolaños, no ataque. 

A partida findou-se aos 50 minutos. O empate para o Grêmio pareceu de bom tamanho, enquanto que para o Santos, foi decepcionante por conta das pretensões do time, que era alcançar o G3.

Ficha Técnica

SANTOS 1 X 1 GRÊMIO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 16 de outubro de 2016, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Assistentes: Oberto Santos da Silva (PB) e Tomaz Diniz de Araújo (PB)
Cartões amarelos: Lucas Lima (Santos); Lincoln, Guilherme Amorim, Bruno Grassi, Kannemann, Maicon, Rafael Thyere e Lincoln (Grêmio)
GOLS
Fabián Noguera, aos 20 min do 1T e Everton, aos 9 min do 1T

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Fabián Noguera, David Braz (Yuri) e Zeca; Renato, Thiago Maia (Paulinho), Lucas Lima e Jean Mota (Vitor Bueno); Copete e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior

GRÊMIO: Bruno Grassi; Wallace Oliveira, Rafael Thyere, Fred (Kannemann) e Iago; Guilherme Amorim, Jailson, Kaio (Maicon) e Lincoln; Guilherme (Bolaños) e Everton
Técnico: Renato Gaúcho

Comentários