Apresentado, Kaique Rocha fala em fazer história pelo Inter: ”Deixar essa torcida feliz”

Jogador pode atuar pelos dois lados da zaga

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Novo reforço do Inter, o jovem zagueiro Kaique Rocha falou na tarde de hoje (02) em coletiva de apresentação e recebeu das mãos do vice de futebol Emílio Papaléo Zin e do executivo Paulo Bracks a histórica camisa 3 do clube, que outrora foi de jogadores como Elías Figueroa e Índio. “É uma camisa muito pesada, espero um dia chegar aos pés do Índio, ser comparado com ele. Penso em fazer história aqui e poder fazer essa torcida feliz.”

O jogador de apenas 20 anos também falou sobre seu aprendizado na Europa, principalmente por ter saído cedo do Brasil e jogado em uma das melhores escolas para um jogador de defesa em formação, a da Itália. “Realmente saí muito jovem aqui do Brasil, saí com 18 anos do Santos. Acho que não foi uma decisão precipitada. Acabei não jogando muito na equipe principal, mas joguei 20 jogos pelo sub-19 na minha primeira temporada e fui relacionado para muitos jogos do profissional. Amadureci demais. Hoje eu sou um jogador muito mais experiente do que quando eu sai. Eu aprendi muito na escola italiana, que é uma das melhores para sistema defensivo.”

Kaique ainda foi perguntado sobre suas principais características e respondeu de forma sucinta. “Eu me considero um zagueiro bom nas bolas aéreas, técnico e veloz, mas prefiro mostrar dentro de campo, falar muito não adianta.” 

O atleta assinou por empréstimo de dois anos com valor estipulado para compra ao final do vínculo e disputará espaço no setor defensivo colorado que está afirmado no momento.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Projeto de retorno de público aos estádios é aprovado pela prefeitura de Porto Alegre
Por conta dos protestos, Grêmio suspende quatro torcidas organizadas do clube
Deixe seu comentário