Após medidas, CEO do Inter prevê economia de R$60 milhões aos cofres colorados em 2022

Giovane Zanardo falou com a Rádio Grenal após o Inter oficializar a saída de 45 profissionais do clube

Foto: (Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

A manhã desta sexta-feira (18) foi agitada nos bastidores do Inter. Por meio de uma nota oficial, o clube colorado comunicou novas medidas em torno de um reestruturação financeira e que culminou no desligamento de cerca de 45 profissionais. Após o anúncio, o CEO, Giovane Zanardo, conversou exclusivamente com a Rádio Grenal a respeito do assunto.

A decisão passou por medidas administrativas reavaliando as receitas do clube e fazendo ajustes financeiros usando como pilares quatro pontos essenciais. São eles: revisão de todos os contratos com fornecedores estratégicos, desligamento de cerca de 45 colaboradores, de todas as áreas, reavaliação de rotinas, processos e sistemas, e redução de gastos correntes não essenciais. A expectativa segundo o dirigente colorado, é ter uma economia de R$18 milhões aos cofres colorados em 2021. Já em 2022, Zanardo projeta cerca de R$60 milhões para a temporada do ano que vem.

“A gente sabe que as medidas que estão sendo tomadas agora, estão sendo duras. Nós entendemos que precisamos fazer um enfrentamento nesse momento para que tenhamos um futuro sólido”, comentou, Zanardo, ao ser questionado sobre o atual cenário. O dirigente completou sua resposta explicando como se tomou o processo dos profissionais que seriam desligados do clube: “Quando a gente faz um processo de revisão da estrutura, a gente não faz uma análise do CPF do profissional, se faz uma análise do processo como um todo”.

O feito foi em busca de uma essência profissional e administrativa. Conforme alegou o dirigente, as revisões não se trataram a partir de um setor específico, e sim, de avaliações profundas internas do clube. “Se nós olharmos com racionalidade para as ações que estão sendo feitas dentro do clube, vemos que estão sendo feitas em todas as áreas, inclusive no futebol”, salientou. Zanardo informou que foram reduzidos cerca de 20 a 25% no que gere os gastos com o futebol.

Nesta temporada, o colorado contratou ao todo cinco novos jogadores. Vivendo momento delicado financeiramente, o gestor foi questionado sobre as contratações realizadas em 2021: “As contratações que foram feitas, foram contratações extremamente pontuais”. E completou, indagando os torcedores: “A torcida colorada quer taça no armário, quer ser protagonista nos torneios que disputa. E como a gente faz isso? Sendo eficiente”.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Inter toma medidas administrativas e desliga cerca de 45 funcionários do clube
Inter não irá liberar Paolo Guerrero para treinos preparatórios pela seleção peruana
Deixe seu comentário