Após a classificação colorada, Coudet elogia gramado e desempenho da equipe

Foto: Ricardo Duarte/ S. C. Internacional

Após vitória de 2×0 sobre o Aimoré e a classificação para as semifinais do Campeonato Gaúcho nesta quarta-feira (29),  Eduardo Coudet concedeu entrevista coletiva e, dessa vez, elogiou o gramado do jogo. O bom desempenho colorado foi marcado com dois gols de Paolo Guerrero, um gol anulado e ainda uma chance de pênalti, desperdiçada por D’Alessandro. O resultado positivo também foi motivo de elogios por parte do comandante da equipe, mas a falta de ritmo, mais uma vez entrou na conversa:

Estou mais que satisfeito com o que foi feito hoje… Estou satisfeito porque não chutaram ao nosso gol e criamos muitíssimas intenções de gol e ganhamos de 2 a 0, (vitória) mais tranquila. Seria exigir demais, mas o ritmo de jogo, volto a repetir, nos darão as partidas, jogar e jogar, como havíamos dito. Foram 3 partidas do Gauchão, mas os que mais jogaram completaram 2 jogos, salvo o Guilherme que atuou nos 3, mas já havia falado com ele que faria a substituição no segundo tempo o quanto antes possível, devido a soma dos minutos. E bom, vamos somando os minutos e tratar de manter o grupo o mais parelho possível porque vamos necessitar de todos”.

Apesar dos elogios ao CT Morada dos Quero-Queros, o técnico, mais uma vez, reforçou que as melhores condições de jogo seriam no gramado do Estádio Beira Rio, que segue impedido de receber partidas: “Bom, não falo para tentar gerar algum problema, mas sim porque é a verdade. Eu tento falar com a verdade e com o que sinto, então vai agradar a alguns e a outros não. Mas sou sincero e penso que seguramente com melhores campos vai haver melhores espetáculos e vamos nos sentir muito mais cômodos, obviamente. Penso que, não apenas pela boa condição do campo, mas poder jogar no Beira seria importante para nós. Mas, creio que a equipe se viu muito bem, temos que seguir conseguindo ou tentando conseguir esse ritmo de jogo, que é o que nos falta por uma parada tão grande, mas isso só vira ao jogar as partidas”.

Outro ponto positivo do jogo de classificação, foi a parceria entre Paolo Guerrero e Thiago Galhardo. A dupla, já havia atuado junto antes da parada, principalmente nos jogos da Libertadores, e dado resultado. Galhardo é o substituto de D’Alessandro e, por isso, muitas vezes, fica na reserva para dar espaço ao camisa 10. Coudet falou sobre as opções de ataque que o colorado possui hoje, e como funcionam de forma diferentes:

“Creio que, tanto Thiago como Pottker são atacantes, então, têm a característica de ter maior presença na área e chegar com maior facilidade às situações de gol. Acho que sempre vão repetir o mesmo. Sempre que puder jogar com 2 centroavantes, é o que mais me agrada. Mas para jogar com 2 centroavantes, tenho que ter pelo menos 3, como aconteceu, indiferentemente se for jogar ou não. Mas tivemos anteriormente a dificuldade de não contar com tantos atacantes e ter que jogar de outra maneira. Então, a diferença principal é essa, não apenas com Dale, mas também quando Sarrafiore precisa jogar de segundo atacante, não são suas posições naturais. Não é o ideal. Nessa posição, também seguramente, não poderá nos ajudar o Peglow, que tem características mais de atacante, mas é jovem, e vem trabalhando muito bem e seguramente, no futuro vai nos ajudar.

Com a vitória, o Inter finalizou a fase de grupos como líder do grupo A, e enfrenta agora o Esportivo, segundo colocado do grupo B. As datas, locais e horários dos jogos ainda estão indefinidas. Nesta tarde, Inter, Grêmio e FGF se reúnem com a Prefeitura de Porto Alegre para chegarem a uma possível liberação para que os jogos ocorram na capital.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Com dois gols de Guerrero, Inter vence Aimoré e está na semifinal do Gauchão
Dupla Grenal e FGF se reúnem com Prefeitura de Porto Alegre para possível liberação de Arena e Beira Rio
Deixe seu comentário