Alexandre Barcellos concede entrevista coletiva e garante: ”Não vou concorrer à presidência”

Foto: Divulgação / S.C. Internacional

Com as eleições coloradas se aproximando, os problemas internos tem se aumentado, e a disputa eleitoral se tornando cada vez mais motivo de dúvida. Portanto, o vice-presidente eleito do Inter, veio à público conceder uma entrevista coletiva na tarde dessa terça-feira (6) e esclareceu seus posicionamentos para o torcedor colorado.

”Eu tomei a decisão de não concorrer ao pleito sucessório. Muito embora eu tenha que ressaltar que nos últimos três anos eu me preparei para ser o presidente do Inter. Preparei-me profissionalmente, com a minha família, passei por diversas áreas do clube, desde quando fui diretor da categoria sub-11 até hoje, como vice-presidente eleito. Estes fatos todos sempre me levaram a entender que eu estava preparado para botar meu nome à disposição do Movimento Inter Grande (MIG).” – disse.

Mas o dirigente colorado afirmou que irá apoiar de forma irrestrita o nome escolhido pelo presidente Marcelo Medeiros e pelo MIG, que deve ser anunciado ainda no meio do mês de outubro: ”Vou apoiar integralmente o candidato que for escolhido pelo presidente Medeiros. Essa decisão foi tomada para que possamos blindar o vestiário. Como vou me afastar do processo, estarei mais próximo ao vestiário. Não daremos apoio ao Aquino, vamos ter candidato próprio.”

Sobre questões envolvendo o futebol em si, o dirigente declarou que o meio-campista Edenilson não deve sair do clube no ano de 2020, mesmo da vontade do atleta e do interesse do Al-Ittihad, da Aráubia Saudita, além dos valores, a maneira do pagamento não agrada o Internacional: ”Conversamos, mas existiu sempre um distanciamento nos valores.” relatou.
”Não houve ajustes com o clube árabe. O Edenilson vai concluir o Campeonato Brasileiro no Inter e, quem sabe, o contrato dele com o clube.”, acrescentou.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Com Saravia fora, experiência e juventude disputam a lateral direita colorada
”No momento não interfere nosso futebol”, destaca lateral colorado sobre questões políticas do clube
Deixe seu comentário