Alexandre Barcellos concede entrevista à Rádio Grenal e destaca: ”Vamos enfrentar o Boca, um jogo bom, um jogo grande, que o Internacional sabe jogar.”

Foto: Divulgação / S.C. Internacional

Alexandre Barcellos, vice-presidente do Inter, concedeu uma entrevista à Rádio Grenal, na tarde dessa sexta-feira (23) e destacou pontos importantes sobre a campanha da equipe no Campeonato Brasileiro, a partida da noite da última quinta-feira (22), pela Libertadores, e a ausência de alguns jogadores no elenco. Na derrota do Inter para a Universidad Católica, o time que foi à campo só contou com apenas 3 titulares, Cuesta, Lomba e Uendel, Barcellos deixou sua avaliação: ”A comissão técnica entendeu que deveríamos segurar alguns jogadores, por conta da sequência de jogos, viagens e a preparação física. Mas, fizemos um bom jogo, quando abrimos o placar ficamos muito perto de ganhar a partida.’

Após a derrota, no início da tarde dessa sexta-feira (23), foi sorteado os confrontos das oitavas de final da Libertadores, o Inter terá como adversário o Boca Juniors e decidirá o desafio na Argentina.”Eu acho que a situação é essa, vamos enfrentar o Boca, um jogo bom, um jogo grande, que o Internacional sabe jogar. O Internacional é um clube que quando foi campeão da Libertadores sempre foi jogando contra times grandes.’‘, destacou Alexandre.

”Sorteio não escolhemos, o Internacional vai jogar contra o Boca, nossa realidade é essa. Vamos enfrentar como sempre enfrentamos jogos dessa dimensão, infelizmente sem nossa torcida mas com certeza o torcedor vai estar em pensamento conosco”, acrescentou.

Passado a Libertadores, o Inter já tem um grande compromisso no próximo domingo (25), contra o Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, que definirá se vai se manter na liderança da competição. Já visando a partida contra os cariocas, ressaltou: ‘‘No domingo temos um jogo que vale 3 pontos extremamente importantes para nos mantermos no topo da tabela do Campeonato Brasileiro. Então, o recuo de certos jogadores na partida da noite passada foi necessário, não temos um elenco tão grande comparado com outras equipes.”

Ao encerrar, deu enfase no elenco que possuem, destacando que, entrarão nas 3 competições (Libertadores, Brasileirão e Copa Do Brasil), sempre atrás do resultado. ”Todo mundo sabe que o Inter tem uma dificuldade financeira, portanto, estamos mantendo algumas metas. Temos uma situação peculiar, uma eleição importante aonde vai mudar boa parte dos setores do clube. São complicadores, mas dentro da realidade que temos, possuímos um grupo extremamente competitivo, hoje disputamos a liderança do Campeonato Brasileiro, um dos mais difíceis do mundo. É com este grupo que vamos disputador as três competição que estão à nossa altura.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

A evolução de Patrick nas mãos de Eduardo Coudet
Inter retoma os treinamentos com foco na partida decisiva contra o Flamengo
Deixe seu comentário