Ônibus do Grêmio é apedrejado, Villasanti fica ferido e Grenal é adiado

Clássico seria disputado neste sábado (26)

Foto: Ricardo Duarte / S.C Internacional

Às vésperas do clássico Grenal 435, o Grêmio se deslocava para o estádio Beira-Rio para iniciar a preparação para a partida, quando no meio do trajeto, uma pedra atingiu a vidraça do veículo que transportava o clube, e feriu os jogadores. Entre os atletas, Mathias Villasanti fora o mais prejudicado. 

O meio-campista paraguaio, ferido na região da cabeça e do olho, chegou a desmaiar e teve de ser encaminhado pela ambulância do estádio para o hospital Moinhos de Vento. De acordo com a reportagem da Rádio Grenal, Villasanti teria tido um traumatismo craniano. 

Após o ocorrido, o presidente tricolor, Romildo Bolzan Jr, conversou com a imprensa e reforçou a sua contrariedade em entrar em campo: “Não estamos nos sentindo seguros. O Villasanti estava escalado para a partida. Temos vários jogadores que tiveram de ir tomar banho, pois estavam cheios de vidro. Não há condições técnicas, nem psicológicas para a partida.”

O presidente colorado, Alessandro Barcellos, também comentou sobre a situação: ”O Sport Club Internacional afirma com veemência sua contrariedade em relação a esse episódio. Hoje não é com o Inter, mas um dia poderá ser. Temos que acabar com isso no futebol brasileiro.”

Por fim, após uma reunião entre os dois presidentes junto de Luciano Hocsman, presidente da Federação Gaúcha de Futebol, foi definido que não teriam condições para a disputa do clássico Grenal, adiando o mesmo. 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Dupla Grenal

Compartilhe esta notícia:

Clássicos históricos: relembre a goleada do Inter sobre o Grêmio na decisão do Gauchão de 2014
FGF remarca Grenal 435 para o dia 9 de março
Deixe seu comentário