Grêmio vence o Náutico por 2 a 0 e se consolida no G4 da Série B do Brasileiro

Tricolor criou muitas oportunidades e arrancou aplausos dos mais de 23 mil torcedores na Arena.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio
RS - FUTEBOL/CAMPEONATO BRASILEIRO 2022/GREMIO X NAUTICO - ESPORTES - Lance da partida entre Gremio e Náutico disputada na noite desta sexta-feira, na Arena do Gremio, em partida valida pela Campeonato Brasileiro 2022. FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Atuando em casa na noite desta sexta-feira (8) diante de 23 mil torcedores, o Grêmio venceu o Náutico por 2 a 0, em partida válida pela 17ª rodada da série B do Campeonato Brasileiro. A vitória mantém o Tricolor em 4º lugar na tabela, com 29 pontos, seis a mais que o 5° colocado, Criciúma-SC – que joga neste sábado contra o Vasco, mas sem risco de ultrapassar o time gaúcho.

Com o resultado positivo, o Tricolor também reduziu para 1 ponto a distância em relação ao Bahia, terceiro colocado e que empatou em 1 a 1 com o Vila Nova-GO também nesta sexta-feira. O próximo compromisso do time sob o comando de Roger Machado é contra o Tombense-MG, sábado que vem (16), novamente na Arena.

Os gols do Grêmio foram marcados por Ferreira aos 42 minutos do primeiro tempo e Bruno Alves aos 32 minutos da etapa complementar. Na escalação, a torcida Tricolor foi surpreendida positivamente pela volta de Ferreira como titular. O camisa 10 formou o ataque gremista junto com Biel e Diego Souza.

Jogo

A pressão Tricolor iniciou aos nove minutos, com Villasanti e Nicolas. Primeiro, o volante paraguaio chutou uma bomba na trave. Na sequência, foi a vez do lateral tricolor arriscar de fora da área, mas a bola foi para fora. No lance, a equipe de Roger Machado ainda reclamou de pênalti, já que a bola teria tocado na mão do adversário, mas a arbitragem nada marcou.

O Grêmio seguiu trabalhando a bola no ataque e, com 13’ jogados, foi a vez de Campaz tentar abrir o marcador. Em jogada armada por Ferreira, o colombiano finalizou forte, mas a bola ficou na defesa.

A melhor chance chegou logo em seguida, aos 16’. No contra-ataque, Diego Souza recebeu de Campaz e deixou Ferreira sozinho, na cara do gol. O atacante gremista demorou para chutar e acabou sendo desarmado. Logo depois, Biel tentou o chute de fora da área, mas a finalização foi para fora.

O ponteiro passava e as chances do Tricolor só acumulavam. Com 21’, Diego Souza deixou a bola para Biel, que da entrada da grande área, de frente paro o gol, chutou, mas o goleiro adversário defendeu com facilidade. Três minutos depois, o Náutico assustou Gabriel Grando, após uma finalização cruzada de Victor Ferraz, que foi para fora.

A pressão Tricolor era total. Eram finalizações atrás de finalizações e a bola insistia em não entrar. Aos 36’, a bola passou de um lado para o outro, na pequena área e, no final, Ferreira cabeceou para fora.

Aos 42’, a insistência deu resultado, com um gol da maneira que Ferreira gosta: o camisa 10 recebeu, limpou e mandou, à distância, uma “bomba” no ângulo.

A equipe de Roger Machado retornou para o segundo tempo sem modificações. Logo no primeiro minuto, o Grêmio quase marcou o segundo. Rodrigo Ferreira cruzou, Campaz apenas desviou e a bola passou perto da trave adversária.

O Tricolor seguiu com a mesma característica da primeira etapa: troca de passes no ataque. As finalizações também continuaram. Com 11’ jogados, a bola sobrou para Bitello, que chutou colocado e a finalização passou perto da trave. Dois minutos depois, foi a vez de Diego Souza tentar marcar, de dentro da pequena área, mas a chance ficou na defesa.

Roger Machado realizou a primeira mudança, aos 23’. Campaz saiu para a entrada de Pedro Lucas. O time gremista seguiu com a pressão. Após Pedro Lucas e Ferreira tentarem ampliar o marcador, Bruno Alves foi o nome do segundo gol. Aos 32’, o zagueiro subiu mais que todo mundo e marcou de cabeça.

Com 35’ jogados, Elias e Sarará foram chamados por Roger. Os atletas entraram nas vagas de Ferreira e Bitello. As finalizações seguiram e, aos 40’, Diego Souza deixou de marcar o terceiro. Primeiro, Elias, cara a cara com o goleiro, chutou cruzado e o arqueiro defendeu. No rebote, o camisa 29 deu uma cavadinha, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Um minuto depois, o comandante gremista realizou as últimas modificações. Emerson e Lucas Silva entraram nos lugares de Biel e Villasanti. Sob o embalo da torcida, o Grêmio seguiu pressionando mas não deu tempo para mais.

Ficha técnica

— Grêmio: Gabriel Grando, Rodrigo, Geromel, Bruno Alves, Nicolas, Villasanti (Lucas Silva), Bitello (Sarará), Campaz (Pedro Lucas), Ferreira (Elias), Biel (Emerson) e Diego Souza. Técnico: Roger Machado.

— Náutico: Lucas Perri, Thassio (Júlio), Carlão, Victor Ferraz (Robinho), Bruno Bispo, João Lucas, Luis Felipe (Nascimento), Geuvânio (Niltinho), Jean Carlos, Pedro Vitor e Richard Franco. Técnico: Roberto Fernandes.

— Arbitragem: Braulio da Silva Machado (SC), auxiliado por Kleber Lucio Gil (SC) e Alex dos Santos (SC).  Quarto árbitro: Anderson da Silveira Farias (RS). VAR (árbitro de vídeo): Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN).

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Buscando segurança no G4, Grêmio e Náutico se enfrentam nesta sexta
“É melhor produzir mais”, afirma Roger Machado em coletiva
Deixe seu comentário

No Ar: Dupla em Debate - Prorrogação