Grêmio atinge pontuação projetada pela primeira vez na Série B e passa a sonhar com título

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O Grêmio estipulou objetivos para a caminhada na Série B: garantir o acesso à elite com duas rodadas de antecedência e somar cerca de 60% dos pontos a cada bloco de seis jogos, em média. Após percalços, tropeços e ultimato, a equipe de Roger Machado se estabilizou e já passa a sonhar com título. A vitória tranquila por 3 a 0 sobre o Tombense coroou o melhor momento da equipe na competição.

A sequência invicta permitiu, pela primeira vez, atingir a meta de pontos nos conjuntos de jogos. Foram 14 pontos conquistados nos últimos 18 possíveis, o que equivale a 77% de aproveitamento. Nos dois blocos anteriores, a meta não foi alcançada. O Grêmio somou, respectivamente, 10 (55%) e oito pontos (44%).

A uma rodada do fim do primeiro turno, o Grêmio está na quarta posição com 32 pontos, seis atrás dos Cruzeiro, que recebe o Novorizontino neste domingo. A diferença, no momento, é de duas rodadas. No bastidor gremista, já se comenta sobre um possível embate entre as equipes pelo título da Série B.

A trajetória nos dois primeiros blocos foi árdua, de instabilidade e até de ultimato. Apesar de poucas derrotas, o desempenho insosso levantou dúvidas em relação à capacidade do grupo de jogadores e de Roger Machado, que esteve em xeque entre os jogos contra Vila Nova e Vasco. O presidente Romildo optou por “mudar não mudando”.

Desde então, o Tricolor emplacou cinco vitórias consecutivas na Arena (Novorizontino, Sampaio Corrêa, Londrina, Náutico e Tombense), chegou a 12 jogos de invencibilidade (cinco vitórias e sete empates), sofreu apenas um gol do CSA e se consolidou entre os quatro primeiros colocados.

“Sempre olhamos para frente, nunca para trás. Dois times descolaram muito cedo no campeonato. Pareceu que os outros estavam atrasados. Nós temos quase 60% de aproveitamento, o Cruzeiro quase 80%. A maior capacidade nossa foi sentir pouco essa pressão externa. Presidente e todos estavam nos passando tranquilidade”, disse Roger após a partida.

“Embora o inicio tenha sido instável mais pelas atuações que resultados, o trabalho ia seguir. A maior capacidade do gestor é ser como guarda-chuva. O cenário é de otimismo, conseguindo conciliar boas atuações com resultados em campo”, completou o treinador.

O tempo de recuperação será curto para a última rodada do primeiro turno. O Grêmio volta a campo na terça-feira, às 19h, contra o Brusque, no estádio Augusto Bauer. Os reforços contratados, Lucas Leiva, Thaciano e Guilherme, dependem de questões burocráticas para ficarem à disposição da comissão técnica.

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Confira a programação da semana do Grêmio
Nicolas é desfalque e reforços não viajam; veja os relacionados
Deixe seu comentário