De virada, Inter vence o Ceará por 2 a 1 no Brasileirão e garante vaga antecipada na fase de grupos da Libertadores

Vencendo o time cearense, o Colorado voltou a ficar à frente do Flamengo na tabela e se garante na chave principal do torneio continental.

Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional

Jogando na noite desta quarta-feira (26) no estádio Beira-Rio, o Inter venceu o Ceará de virada por 2 a 1, com gols de Edenilson e Alan Patrick. O placar não apenas manteve o Colorado na vice-liderança do Campeonato Brasileiro (64 pontos), como garantiu ao time gaúcho classificação antecipada para a fase de grupos na Copa Libertadores da América do ano que vem.

O resultado em Porto Alegre também marcou um novo recorde para o clube desde o início do Brasileirão por pontos concorridos, em 2003: 13 partidas consecutivas sem derrota, uma a mais que a equipe treinada por Abel Braga em 2020). Além disso, a vitória frustrou os planos do Palmeiras (74 pontos) de comemorar o título nacional com quatro rodadas de antecedência.

O próximo compromisso da equipe sob o comando do técnico Mano Menezes é contra o América-MG, fora de casa, na próxima quarta-feira (2). Depois serão mais três jogos para prosseguir em segundo segundo lugar no torneio, tendo como adversários o Athletico-PR (dia 5, no Beira-Rio), São Paulo (8 de novembro, fora de casa) e Palmeiras (dia 13, no Beira-Rio).

Resumo do duelo

Diante de aproximadamente 10,5 mil torcedores, o Inter entrou em campo pressionado e cometendo erros que não demoraram a ser punidos: aos 5 minutos de bola rolando, a zaga colorada cometeu pênalti ao empurrar um atacante adversário dentro da grande área. A cobrança foi convertida por Lima.

A desvantagem motivou os donos da casa a tentarem a todo momento igualar o placar. Tal atitude acabou abrindo espaços para contra-ataques dos visitantes, que por pouco não ampliaram para 2 a 0.

No segundo tempo, o Colorado voltou mais ofensivo e com melhor controle da posse de bola, passando a ameaçar com maior frequência os cearenses.

Deu certo. Aos 19 minutos, um cruzamento rasteiro do lateral argentino Carlos De Pena pela esquerda passou por toda a defesa visitante até encontrar o volante Edenilson, que escorou para o fundo da rede, igualando o placar.

A virada foi obtida aos 30 minutos, em cobrança de pênalti sinalizado (após consulta ao VAR) por toque de mão na bola pelo adversário. Coube ao meia Alan Patrick chutar forte, no canto superior esquerdo, sem chances de defesa.

Nos minutos seguintes, o time gaúcho ainda desperdiçou ao menos uma chance clara de gol. Também sofreu alguns sustos, mas contou com mais uma boa atuação do goleiro Keiller.

Ficha técnica

– Inter: Keiller; Igor Gomes (Weverton), Mercado, Vitão e Renê; Edenilson, De Pena, Wanderson (Taison), Alan Patrick (Lucas Ramos) e Pedro Henrique (Mauricio); Braian Romero (David). Técnico: Mano Menezes.

– Ceará: João Ricardo; Nino Paraíba (Michel Macedo), Gabriel Lacerda, Luiz Otávio e Bruno Pacheco (Guilherme Castilho); Fernando Sobral, Geovane (Iuri Castilho), Vina e Diego Rigonato (Victor Luís); Lima e Cléber (Zé Roberto). Técnico: Lucho González.

– Arbitragem: Ramon Abatti Abel (SC), auxiliado por Eder Alexandre (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC). VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (SP).

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Inter X Ceará: onde assistir, momentos, escalações e arbitragem
Baixas que preocupam Mano Menezes
Deixe seu comentário

No Ar: Dupla em Debate - Prorrogação