“A promessa foi paga, agora não depende mais de mim” crava Renato Portaluppi após Grêmio garantir de vez o acesso à Série A 2023

Renato Portaluppi deixou vários pontos em aberto após garantir o acesso do Grêmio à Série A

Foto: Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Depois de um ano complicado, com muitos altos e baixos e, principalmente, incertezas sobre o futuro do clube, o Grêmio finalmente selou sua vaga na elite do futebol brasileiro em 2023. Com 2 gols de Bitello e um de Lucas Leiva, o tricolor bateu o Náutico por 3 a 0 no Estádio dos Aflitos, em Recife (PE). O estádio, que já é um velho conhecido da torcida gremista, dessa vez não rendeu tantas emoções, embora a nostalgia da Batalha dos Aflitos, em 2005, estivesse presente na memória de muitos torcedores. Desta vez, o Grêmio controlou o jogo e, contando com tropeços de outras equipes que buscam acesso à elite, colocou um ponto final na dúvida da vaga.

O técnico Renato Portaluppi, no entanto, deixou muitas coisas em aberto para 2023. Deixando seu futuro incerto dentro do tricolor, o treinador disse que a próxima gestão terá muito trabalho. “Não fizemos nada mais do que nossa obrigação, que era levar esse grande clube, essa grande potência, de volta a Série A. O que eu posso falar agora é para o próximo presidente, seja ele quem for, meter a mão na massa, porque vai ter muito trabalho para ser feito. Montar um grupo forte, para que o Grêmio possa voltar a brigar por títulos.”

Renato não poupou críticas as gestões recentes do tricolor. “É colocar as pessoas certas nos lugares certos. Chega de amadorismo. Chega! O Grêmio é muito grande pra ter amadores trabalhando lá dentro, e o resultado tá aí. Eu espero que o próximo presidente pense bem nesse sentido e coloque as pessoas certas dentro do clube para que o nosso torcedor não sofra mais” destacou o técnico.

Sobre seu futuro, Portaluppi deixou em aberto a permanência no cargo, dizendo que havia cumprido sua promessa. “No momento em que cheguei, prometi que o Grêmio voltaria à Série A. Cumpri, juntamente com o grupo, com nosso torcedor (…). Até então, era pagar promessa. A promessa foi paga, agora não depende mais de mim, depende do próximo presidente do Grêmio.”

Por fim, o treinador não aponta culpados na gestão tricolor, mas ressalta: “quem entende de futebol tá vendo. O nosso presidente tem trabalho. Ele tem que ver onde estão os erros. Não é nesses últimos 2 meses, com a minha chegada, que a gente está vendo certos erros. O Grêmio não caiu para a segunda divisão à toa (…). É por isso que eu falo: ‘chega de fazer nosso torcedor sofrer’. Se tiver que perder um título, uma partida, que seja com honra e um grupo forte, que as pessoas queiram vestir a camisa do Grêmio.”

Na penúltima rodada da Série B, o Grêmio viaja até Muriaé (MG) enfrentar o Tombense, na sexta-feira (28), às 21h30 da noite. Embora matematicamente classificado, o tricolor ainda busca garantir a vice-liderança do campeonato.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

“Vocês podem ter certeza que o próximo jogo vai ser uma decisão pra nós”, destaca Sidnei Lobo após empate diante do Coritiba
Transição do Grêmio enfrenta o São Luiz de Ijuí na semifinal da Copa FGF
Deixe seu comentário

No Ar: Grenal FC