Vexame: Inter sucumbe à pressão do Vitória e é eliminado precocemente da Copa do Brasil

O Inter perdeu para o Vitória, dentro do Beira-Rio, pelo placar de 3 a 1 e deu adeus a Copa do Brasil ainda na terceira fase

Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional

Na noite desta quinta-feira (10), o Inter recebeu no Beira-Rio o Vitória pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Em vantagem no placar, após vencer o primeiro jogo por 1 a 0 no Barradão, o colorado precisava apenas de um empate para seguir na competição nacional.

Primeiro Tempo

Os donos da casa durante praticamente toda a etapa inicial, tiveram o controle da partida. Pressionou em busca do gol, mas pecou nas finalizações. O goleiro Lucas Arcanjo impediu o gol em finalizações de Taison e Yuri Alberto, enquanto a trave segurou Moisés. O Leão assustou em uma chegada com Guilherme Santos, que obrigou Daniel a trabalhar. Antes, Catatau havia, em chute sem ângulo, acertado a trave colorada.

Segundo Tempo

A partir da etapa complementar da decisão, a partida começou a ficar complicada para o time colorado. Após perder tantas chances claras no primeiro tempo, o Inter teve o jovem zagueiro, Pedro Henrique, expulso logo aos seis minutos iniciais. O camisa 41 ergueu a perna alta e em lance muito parecido com o que ocorreu na sua expulsão diante do Fortaleza, no último domingo, levou o segundo cartão amarelo e deixou o clube gaúcho com 10 em campo.

Com isso, o Vitória viu a chance de tentar uma classificação inesperada e foi para cima do time colorado que já se mostrava nervoso com os gols perdidos e em desvantagem numérica. Aos 25, Dinei arriscou de longe e o arqueiro colorado, Daniel, acabou não conseguindo defender. A bola sobrou para Samuel apenas empurrar de cabeça a bola para o fundo das redes.

O placar adverso durou oito minutos, o Inter respirou aliviado quando aos 78 Johnny marcou de cabeça após cobrança de bola aérea. Entretanto, após o êxtase do gol, o Vitória ficou novamente a frente do placar logo em seguida, aos 80, quando Eduardo acertou um pombo sem asas e marcou um golaço no Beira-Rio.  A partida se encaminhava para os pênaltis com os 2 a 1 em desvantagem. Mas o sonho colorado de vencer a Copa do Brasil 2021, torneio no qual não ganha desde 1992, ficou na cabeçada de Guilherme Santos que empurrou para o fundo das redes.

Faltando apenas 10 minutos para acabar a partida contando com os cinco acrescidos pelo árbitro, Felipe Fernandes de Lima, o colorado se viu muito nervoso tendo que buscar um gol atrás para levar a partida aos pênaltis. Para complementar, Boschilia foi expulso aos 48 quando teve de cometer falta para matar o contra-ataque do time baiano. Era o fim do Inter precocemente na copa nacional ainda a recém na terceira fase da competição.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Copa do Brasil

Compartilhe esta notícia:

Inter x Vitória: Escalações, momentos, arbitragem e transmissão
Alessandro Barcellos reflete sobre eliminação e não confirma permanência de Ramírez
Deixe seu comentário