Uma revista britânica elegeu Renato Portaluppi o vigésimo-oitavo melhor técnico de futebol do mundo

Em sua terceira passagem como técnico pelo Grêmio, Renato Portaluppi começa a ter a sua atuação reconhecida internacionalmente. Ele foi classificado em vigésimo-oitavo lugar no ranking de 50 melhores treinadores do mundo elaborado pela revista britânica “FourFourTwo” (“Quatro-Quatro-Dois”), especializada em futebol.

Renato, 56 anos, teve enaltecida a sua trajetória na casamata do Tricolor gaúcho, onde está desde setembro de 2016. Desde então, conquistou uma Copa do Brasil, uma Recopa Sulamericana, um Gauchão e uma Copa Libertadores da América, competição em que o clube gaúcho está a um passo de chegar à sua segunda final consecutiva sob comando do ex-ponta-direita, .

“Em  2017, ele se tornou o primeiro brasileiro a vencer a Copa Libertadores como jogador [em 1983] e treinador, e conquistou outros três troféus para o clube que o formou. Ele está com um pé em outra final do maior torneio continental, depois de derrotar na Argentina o River Plate, no primeiro jogo da semifinal”, ressalta a publicação. “Não é surpresa que seja o favorito para suceder o Tite como técnico da Selelão Brasileira.”

Renato é o único brasileiro na lista, ao lado de outros quatro sul-americanos: Ricardo Gareca, da Seleção do Peru, Juan Carlos Osorio (Paraguai), Ariel Holan (Independiente, da Argentina) e Marcelo Gallardo (do River Plate, rival do Grêmio na semifinal desta Libertadores). O ranking da “FourFourTwo” divulgado nesta sexta-feira não apresenta os 20 primeiros colocados, que ficarão para uma edição posterior.

Confira a lista parcial

21º – Zlatko Dalic (seleção da Croácia);

22º – Paulo Fonseca (Shakhtar Donetsk-UCR);

23º – Gian Piero Gasperini (Atalanta-ITA);

24º – Pablo Machin (Sevilla-ESP);

25º – José Mourinho (Manchester United-ING);

26º – Domenico Tedesco (Schalke-ALE);

27º – Jose Bordalas (Getafe-ESP);

28º – Renato Portaluppi (Grêmio);

29º – Nino Kovav (Bayern de Munique-ALE);

30º – Bruno Genesio (Lyon-FRA);

31º – Unai Emery (Arsenal-ING);

32º – Marcelo Gallardo (River Plate-ARG);

33º – Sergio Conceição (Porto-POR);

34º – Rafael Benitez (Newcastle-ING);

35º – Marco Giampaolo (Sampdoria-ITA);

36º – Adi Hutter (Eintracht Frankfurt-ALE);

37º – Abdullah Avcı (Istanbul Basaksehir-TUR);

38º – Stefano Pioli (Fiorentina-ITA);

39º – Luciano Spaletti (Inter de Milão-ITA);

40º – Gareth Southgate (seleção da Inglaterra);

41º – Eddie Howe (Bournemouth-ING);

42º – Quique Setien (Bétis-ESP);

43º – Rudi Garcia (Marseille-FRA);

44º – Abel Ferreira (Braga-POR);

45º – Ariel Holan (Independiente-ARG);

46º – Juan Carlos Osorio (seleção do Paraguai);

47º – Sean Dyche (Burnley-ING);

48º – Ricardo Gareca (seleção do Peru);

49º – Simone Inzagui (Lazio-ITA);

50º – Brendan Rodgers (Celtic-ESC).

 

Voltar Todas de Esporte

Compartilhe esta notícia:

Com um time alternativo, o Grêmio recebe o Sport-PE neste sábado pelo Brasileirão
No Brasileirão, o Inter empatou em 1 a 1 com o Vasco no Rio
Deixe seu comentário