Tinga nega envolvimento em formação de pronunciamento do presidente Bolsonaro: “Não tem cabimento”

Ex-jogador confirmou que esteve em Brasília para um encontro com o ministro Onyx Lorenzoni

Foto: (Rádio Grenal)

Em entrevista à Rádio Grenal, o ex-jogador Tinga negou a participação em uma suposta reunião para formação do discurso do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, reproduzido em cadeia nacional, na noite desta terça-feira (24).

Tinga confirmou que esteve em Brasília, nesta terça-feira, em um convite do ministro da Cidadania Onyx Lorenzoni para tratar de futebol, e teve um encontro rápido com o presidente da República. Mas negou a informação publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, que esteve presente na reunião que construiu o discurso, posteriormente divulgado.

“Há duas semanas, o Onix Lorenzoni me ligou querendo saber o que eu pensava sobre futebol. Marcamos, fui e me reuni pra falar de futebol. Não existiu nada além disso. Eu nem tenho participação com política. Como eu iria, do nada, ir lá e participar de um discurso. Não tem nem cabimento isso”, declarou o ex-jogador à Rádio Grenal.

Sobre o contato com Bolsonaro, Tinga afirmou: “Falei com o Presidente por dois minutos. Fizemos uma brincadeira sobre clubes. Fui lá só pra falar o que eu penso sobre o futebol”.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Futebol

Compartilhe esta notícia:

Presidente do Sindicato dos Atletas do RS indica que os jogadores devem aceitar proposta por férias antecipadas
Diretor jurídico do Sindicato dos Atletas faz critica postura de alguns dirigentes em negociação: “Estão aproveitando a carona do coronavírus para não pagar suas dívidas”
Deixe seu comentário