Thiago Santos elogia plantel gremista e responde sobre situação de Ferreira: “Temos que abraçar ele”

Na manhã deste sábado, o volante Thiago Santos foi sabatinado a perguntas e projetou o confronto diante da Chapecoense

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O confronto diante da Chapecoense é apenas na segunda-feira (09), porém, o Grêmio está totalmente focado em retomar o caminho das vitórias para se livrar da zona da degola no Campeonato Brasileiro. E foi projetando a partida contra os catarinenses que o volante, Thiago Santos, falou em entrevista coletiva na manhã deste sábado (07).

Voltando de lesão e adquirindo novamente ritmo de jogo, o jogador vem sendo lançado aos poucos por Felipão no time titular. Focado, Thiago reiterou a concentração unicamente voltada para o confronto contra a Chape. Afinal, uma vitória na Arena seria crucial para não se afastar dos demais times da zona do rebaixamento. “Estamos trabalhando para isso mas vai ser complicado. Confronto difícil contra a Chapecoense”, concluiu.

Mesmo com o confronto definido na Copa do Brasil,  Thiago Santos respondeu não estar pensando nas quartas de final da competição. “Sobre o Flamengo temos que pensar depois. É um dos adversários mais difíceis. Mas temos um bom grupo e o Grêmio é gigante. Vamos dar o nosso melhor e por que não passar?”. As partidas estão marcadas para o dia 25 de agosto e 1° de setembro.

Até aqui, Thiago jogou uma partida no comando de Felipão no Grêmio. O volante relembrou antigos trabalhos com o técnico multicampeão e comentou o que espera nesta nova oportunidade com Scolari: “Felipão tive a oportunidade de trabalhar no Palmeiras. Me recomendou pra ir ao Cruzeiro e não deu certo. Sei que vamos fazer um grande trabalho juntos”.

Além disso, o atleta respondeu como está sendo este início de trabalho: “Ele gosta de arrumar atrás para não levarmos o gol. Ele trabalha e cobra muito em relação a não termos muita chance de gol. Quando se joga contra time grande, tem que se cobrar um pouco mais. Chegar na cara do gol e matar”.

O volante foi questionado sobre o fato de Ferreira pelo quarto dia seguido não ter aparecido na Arena para os treinamentos envolvendo sua recuperação física. O atacante esteve muito perto de se transferir ao Atlanta, dos Estados Unidos, porém o negócio acabou não concretizando. “Nós jogadores só temos que abraçar ele. Ele pode contar com a gente na hora que ele voltar. Contamos com ele, ainda mais que temos muitas decisões esse mês. Temos que fazer o nosso em campo e a direção que resolva isso”.

Thiago Santos elogiou o grupo de jogadores, apesar do atual momento. Incitou que a única cobrança que há na Arena é em relação a escapar da zona da degola. Com isso, o jogador continuou: “Sobre a situação de cada jogador, cada um sabe o que fazer. Não me meto na vida dos outros. Se você está aqui dentro, tem que trabalhar, é funcionário do clube”. Também, o volante concluiu respondendo que não cabe aos jogadores falar sobre quem vai embora ou quem fica. “Temos que trabalhar e nos importar com quem está aqui dentro”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Grêmio reencontra Renato Portaluppi nas quartas de final da Copa do Brasil
Flamengo x Inter: Escalações, momentos, arbitragem e transmissão
Deixe seu comentário