Thiago Gomes reitera sede por vitória: “Vamos em busca dos nossos primeiros três pontos”

Thiago Gomes foi efetivado como técnico interino ainda nessa segunda-feira

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Na manhã desta terça-feira (06), o técnico interino do Grêmio, Thiago Gomes, falou em entrevista coletiva projetando o confronto diante do Palmeiras, amanhã, às 19h, em São Paulo.

Nessa segunda-feira, o treinador foi anunciado de forma oficial ao cargo interino na casamata tricolor. “A gente sabe da responsabilidade que é treinar o Grêmio. Direção conhece meu trabalho, estou aqui há quatro anos. Nós e a direção conversamos bastante com os atletas. Me sinto confiante que posso colaborar nesse processo”. Thiago reiterou ser importante montar um equipe equilibrada com jovens e experientes e que por trabalhar no time de transição, conhece muito bem os meninos e sabe onde cada um pode render mais.

“Nós vamos sempre oportunizar e escalar quem está melhor no momento”, explicou. Thiago Gomes frisou ter autonomia o suficiente para executar e fazer qualquer mudança na equipe em busca da vitória. “Acredito que uma mudança ou outra seja importante pois o time não vinha tendo resultados”. Porém, alegou necessitar que precisa de treinamento para fazer mudanças significativas. “Vai ter mudanças para o próximo jogo mas também é em cima de sistemas de jogo e não mudanças apenas nas peças”, respondeu.

Durante as respostas, o interino afirmou que os jogadores atuais no elenco gremitas ser muito competitivos e que são acostumados a vencer. Contudo, explicou ser normal algumas discussões, mais rotineiro ainda nos treinamentos. Acerca dos protestos da torcida nos últimos dias, Thiago Gomes concluiu: “Nós sabemos do ambiente fora do clube que se gera com a torcida e isso é natural. Mas temos que tirar a pressão de dentro de jogo para as coisas fluírem melhor no campo”.

Contra o Palmeiras, o interino manifestou que irá procurar a vitória do início ao fim. Entretanto, assegurou: “Nós temos entendimento que é muito importante passar confiança aos jogadores, deixar o ambiente mais leve possível. Dialogar com os atletas, com o grupo. Se tiver muita pressão em cima de um atleta o rendimento vai ser menor”.

Sobre o trabalho de Tiago Nunes, respondeu: “Eu não estava tão presente nos treinamentos. Tem muitas coisas que Tiago Nunes pediu e que não cabe a mim opinar por ética e também por não estar presente. Fizemos alguns ajustes dentro do que penso no futebol”. “Nós estamos em último colocado. Temos um grupo de atleta extremamente competitivo. Todos nós estamos muito focados em sair desse momento. Vamos em busca dos nossos primeiros três pontos”, frisou.

O profissional também falou sobre a cobrança em cima dos jovens do elenco gremista: “A responsabilidade dos meninos tem que ser alta na cobrança também. Eu particularmente tenho propriedade para falar isso, nós estimulamos isso. Tem que ter um profissionalismo maior ainda”. Ainda, sobre a possibilidade de efetivação como treinador principal, comentou: “Vou ser bem sincero. Estou focado no jogo do Palmeiras. Temos que viver jogo a jogo, dia a dia. Não estou pensando no Inter ou semana que vem”.

 

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Histórico: Inter e São Paulo se reencontram em mais um confronto
Palmeiras x Grêmio: Escalações, momentos, arbitragem e transmissão
Deixe seu comentário