Situação de Moisés é o que mais preocupa o Inter em julgamento das expulsões do Grenal

Julgamento está marcado para esta segunda-feira (30)

Foto: (Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

Os episódios e as expulsões do clássico Grenal serão analisadas e julgadas pela Comissão Disciplinar da Conmebol, nesta segunda-feira (30), em Luque, no Paraguai. Entre os quatro jogadores expulsos, pelo lado do Inter, o caso do lateral Moisés, é o que mais gera preocupação do departamento jurídico do clube.

“Os quatro expulsos estão sujeitos as mesmas penas, mas claro que o caso do Moisés preocupa mais. Estamos trabalhando para reduzir ao máximo. Pelos artigos, as penas de referência são de dois a cinco jogos de punição. Mas nosso requerimento é pela absolvição ou apenas advertência aos atletas”, declarou o vice-jurídico do Inter, Gustavo Juchem em entrevista à Rádio Grenal.

Além de Moisés, Edenilson, Victor Cuesta e Praxedes também serão julgados nesta tarde. O departamento jurídico já encaminhou a defesa escrita e também fará a sustentação oral via videoconferência: “Apresentamos defesa escrita dias atrás, já com imagens que achamos pertinentes. Vamos ouvir os atletas e as testemunhas que entendemos adequadas. Para cada jogador é uma estratégia.”

Pela ordem, o julgamento, que inicia às 15h30 (de Brasília), terá a primeira audiência para avaliar a expulsão de Edenilson, depois Moisés, Cuesta e por último o Praxedes.

O julgamento

As audiências iniciam às 15h30 (de Brasília) e cada expulsão seria avaliada de forma individual. O tempo estimado de cada audiência é de 30 minutos, começando pelo atletas do Inter e depois o Grêmio. Por conta disto, o resultado do julgamento pode não ser divulgado nesta segunda-feira.

Conforme o Código Disciplinar da CONMEBOL, as punições previstas no artigo 16 do texto publicado em 2019, prevê:

  • b) Suspensão de no mínimo duas partidas na competição ou por um
    período de tempo específico por conduta violenta ou por agredir
    jogadores, ou qualquer outra pessoa presente na partida, exceto seus
    oficiais.
  • c) Suspensão de no mínimo cinco partidas na competição ou por um
    período de tempo específico por uma agressão ou menosprezo que
    seja considerado como grave pelos órgãos judiciais.
  • d) Suspensão de no mínimo seis partidas na competição no caso de
    cuspir em um jogador rival ou em qualquer outra pessoa que não seja
    um oficial de jogo.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

“Esperamos que o histórico disciplinar pese a nosso favor”, diz diretor jurídico do Grêmio sobre julgamento das expulsões no Grenal
Da defesa ao ataque: os números dos reforços gremistas até a parada das competições
Deixe seu comentário