Seijas: ”Temos que ser homens de encarar as consequências”


Por: Jonata, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal.

Se a situação era complicada antes da derrota para o Corinthians, agora ela está desesperadora no Internacional. Na zona de rebaixamento e três pontos atrás do Vitória, o time de Lisca joga sua permanência na série A contra o Cruzeiro, no Beira-Rio.

Depois do treino desta tarde, que foi marcado por protestos e clima tenso, Seijas foi quem concedeu entrevista coletiva no CT Parque Gigante e disse que ainda acredita que o Inter se recupere e saia dessa situação.

Foto: ricardo Duarte/Inter
Foto: Ricardo Duarte/Inter

”A situação é muito pior. Só olhar um pouco a tabela se dar conta. A nossa situação, as manchetes já estão prontas. Mas nós não vamos desistir porque ainda a palavra milagre existe. Temos que sair e enfrentar a situação. Com certeza, domingo, nós não vamos nos salvar, mas vamos sobreviver uma semana a mais.  Esse tem que ser o objetivo. Eu sei que os torcedores estão chateados, estão brabos. Eles têm o direito de se expressar e nós temos que ser homens de encarar as consequências”,  afirmou.

O meia também disse que, no momento do time, os atletas não podem fugir da responsabilidade e que a culpo não é dos árbitros do Inter está nessa situação.

”Acho que aqui nos salvamos todos, ou morremos todos. Não há alguns que não, e outros que sim. Me sinto muito responsável pelo que está passando. Um jogador não pode se esconder da responsabilidade que lhe toca. Como falou o Alex, estamos nesta situação por nós mesmos, não pelo árbitro”, disse.

Ouça a coletiva completa: 

Comentários