Sede da Copa do Mundo em 2022, o Catar pleiteia sediar os Jogos Olímpicos

Foto: (Divulgação/Reprodução

*Redação O Sul

O Comitê Olímpico do Catar (QOC, sigla em inglês) manifestou-se oficialmente interessado em sediar os Jogos Olímpicos já de 2032. Nesta segunda-feira (27), a entidade entregou o pedido para ingressar no “Diálogo contínuo” para receber uma edição futura do evento olímpico e paralímpico, em carta enviada ao COI (Comitê Olímpico Internacional), em Lausanne (Suíça). O país, que se prepara para receber a primeira Copa do Mundo no Oriente Médio, em 2022, também sonha em realizar, de forma inédita, uma Olimpíada.

“Os anéis olímpicos são um símbolo de paz, unidade e esperança para pessoas de todo o mundo, incluindo as pessoas da nossa região. O anúncio de hoje marca o início de um diálogo significativo com a Comissão Anfitriã do COI para explorar ainda mais nosso interesse e identificar como os Jogos Olímpicos podem apoiar as metas de desenvolvimento de longo prazo do Catar. Por muitos anos, o esporte tem contribuído muito para o desenvolvimento de nossa nação. Do atletismo ao ciclismo, da ginástica ao futebol, do tênis ao voleibol, o Catar ganhou a reputação de ser um destino de classe mundial para grandes eventos esportivos. É este histórico comprovado e uma vasta experiência, juntamente com o nosso desejo de usar o esporte para promover a paz e o intercâmbio cultural, que formarão a base de nossas discussões com a Comissão”, afirmou o presidente do QOC, Sheikh Joaan bin Hamad bin Khalifa al -Thani, em entrevista ao site oficial da entidade.

A disputa para para sediar o principal megaevento do esporte em 2032 já tem uma lista de interessados. Entre eles, está a cidade de Queensland (Austrália), apontada como favorita. O rol de países inclui ainda Espanha, Alemanha, Índia, Indonésia, Países Baixos, e uma candidatura conjunta entre Coreias do Sul e do Norte.

De acordo com a agência Reuters, o Catar investiu bilhões de dólares para viabilizar o Mundial de 2022 mas vem sendo criticado por organizações de defesa dos Direitos Humanos, por desrespeitar trabalhadores migrantes. O governo do Catar afirma que não tolera o tratamento sem escrúpulos de trabalhadores.

Além da próxima Copa do Mundo, o país sediará o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2023.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Capa Nacional e Internacional

Compartilhe esta notícia:

CBF divulga tabela do Campeonato Brasileiro 2020
Jornalista Esportivo Rodrigo Rodrigues morre por complicações da Covid-19
Deixe seu comentário