“Se ganhar, respiramos muito forte. Se empatar estamos vivos e se perder terá muita dificuldade” diz Presidente Romildo Bolzan Jr. à Rádio Grenal

Presidente falou com exclusividade para a Rádio Grenal

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Em entrevista exclusiva para a Rádio Grenal no começo da tarde desta sexta-feira (05), Romildo Bolzan Júnior, presidente do Grêmio, projetou o clássico do final de semana e comentou sobre as contas para se livrar do Z-4:

“Embora seja matemático não é exato. Depende de outros fatores e quem vamos enfrentar. Nós não computávamos a situação contra o Atlético-MG para pontuar, se tivéssemos pontuado seria um ‘plus’.”
Sobre a campanha no Campeonato Brasileiro e a situação ruim que vive o tricolor, o presidente tentou explicar quais os motivos para isso: “Tivemos um surto de Covid-19 e com isso fizemos 2 pontos em 24, que foi uma situação terrível pois comprometeu toda campanha do clube.”

Romildo ainda demonstrou indignação quanto a arbitragem brasileira e confirmou que o Grêmio avalia a possibilidade de pedido de impugnação da partida contra o Atlético-MG. “O Grêmio como clube diz que a arbitragem brasileira está efetivamente desqualificada”, disse.

Já em relação ao clássico Grenal de amanhã (06), o presidente disse ser fundamental para uma possível fuga da zona de rebaixamento: “Se ganhar, respiramos muito forte. Se empatar estamos vivos e se perder terá muita dificuldade.”

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Denis Abrahão faz duras critícas à arbitragem após derrota para o Atlético-MG: ”Somos prejudicados há três jogos.””
“Que as coisas se resolvam dentro de campo, respeitando o adversário.” diz presidente do Inter, Alessandro Barcellos
Deixe seu comentário