Renato rechaça clima de revanche contra o Flamengo e vê Grêmio “entalado” com o próprio desempenho


Por: Valeria Possamai,

*Valéria Possamai

Desde a queda para o Flamengo na Libertadores, o confronto deste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, será a primeira vez que os dois times irá novamente se enfrentar. Apesar do desempenho vexatório naquela oportunidade, o Grêmio, desta vez, por meio de seu comandante desconsiderou qualquer tipo de clima de ‘revanche’. Aliás, por outro lado, o técnico Renato Portaluppi afirmou que qual situação neste sentido é do time consigo mesmo pela atuação no Maracanã.

“Não (sobre clima de revanche). Estamos entalados como o nosso próprio desempenho. O Flamengo fez a parte dele. Não temos que ficar ‘ah, o Flamengo’. Nós que infelizmente não estivemos em uma noite, que normalmente estamos. Temos que reconhecer o mérito do adversário. Não tem nada de revanche. É um partida que tanto Grêmio, quanto o Flamengo, vão jogar para vencer”, declarou o treinador em entrevista coletiva.

Na conversa com os jornalistas, Renato também foi questionado sobre o enfrentamento no meio de semana, na partida em 4 a 4 entre Flamengo e Vasco, já com relação a projeção para o jogo na Arena. ” O Vasco jogou muito bem. Foi um grande jogo. Mas o que o Vasco fez, a minha equipe faz. O importante é continuar fazendo o que a gente faz. É o que eu sempre falo para o meu grupo. Pode ter certeza que, o Grêmio é um exemplo para muitos times do futebol brasileiro.  O Flamengo tem todo nosso respeito. É um grande jogo. O Grêmio, como sempre, vai tentar vencer.”

Com relação à formação que estará em campo no domingo, Renato fez elogios ao volante Darlan. Ainda sem confirmar a presença do jovem na vaga de Matheus Henrique, o treinador afirmou que o jogador está pronto. “É um jogador do grupo, que tem toda minha confiança. Vem evoluindo bastante, sempre deu conta do recado, quando foi chamado. Pode ser que ele jogue, mas está pronto. É um jogador que agregou muito no grupo do Grêmio, é trabalhador. No domingo está em aberto, ou joga ele ou o Michel.”

Convite para Bolsonaro

Durante a coletiva, o técnico gremista também confirmou o convite feito ao presidente Jair Bolsonaro para assistir a partida entre Palmeiras e Grêmio, no dia 24, no Allianz Parque. Ele falou que faria o possível. Não é porque ele torce para o Palmeiras, ele é presidente do Brasil, torce por todas as bandeiras. Ele gosta de futebol, do esporte, ele vem fazendo bom trabalho”, declarou Renato, que ainda fez elogios ao trabalho do Chefe do Executivo Federal: “Eu não sou advogado dele, mas tenho certeza que se tem uma pessoa que vai mudar o Brasil é o Bolsonaro.”

*estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

Comentários

>