Renato admite má atuação, destaca falta de entrosamento e confirma contratação de Diego Churín

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Após o empate de 1 a 1 contra o América de Cali, pela Libertadores, o técnico Renato Portaluppi concedeu uma entrevista coletiva e reconheceu a má atuação do tricolor na noite de quinta-feira (22), mas mesmo com o resultado, ressaltou a classificação para as oitavas de final e a liderança do grupo E da competição. O Grêmio viu a chance de começar à frente no placar, perdeu um pênalti e cometeu um gol contra na sequência. Com o América de Cali tentando ir atrás e buscar ampliar ainda mais, o Grêmio se atrapalhou e resultou na expulsão de Kannemann. Ao final, Diego Souza converteu um pênalti, empatando a partida.

O técnico Renato Portaluppi lamentou mais uma penalidade desperdiçada pela equipe. Desta vez, Robinho, logo no começo do segundo tempo, cobrou mal e errou o que se transformou em um gol colombiano no contragolpe, assumindo a responsabilidade, o comandante gremista admitiu que a escolha foi dele e que o erro não deverá ser repetido. “Fatalidade. Treinar, a gente treina. Não são poucos pênaltis que treinamos. Todos os dias, 8, 10 jogadores treinam cobranças. A decisão pelo Robinho foi dada na preleção. A decisão é sempre do técnico. Hoje, era o Robinho. Ali o Diego não bateu o primeiro porque já havia perdido há alguns jogos, e aí ia ser a pergunta inversa: porque o Diego bateu de novo?”, disse.

A equipe contou com a dupla de zaga Geromel e Kannemann juntos pela primeira vez na Libertadores 2020, com os desfalques de Alisson, fora por lesão, Matheus Henrique que testou positivo para COVID-19 e Jean Pyerre que sentiu um desconforto muscular e fica fora por 2 semanas, fazendo trabalhos físicos. Portanto, a utilização de Robinho e a improvisão de Orejuela no ataque foram opções por conta dessas ausências.

E exatamente 1 ano após o jogo dos 5 x 0 contra o Flamengo, o técnico Renato Portaluppi voltou a citar a equipe em suas entrevistas. Com a oscilação dos times no Campeonato Brasileiro e nas demais competições, Renato enxerga que o único time em frequente melhora é o flamenguista: ”Hoje realmente o Grêmio não esteve bem, mas aquilo que eu sempre falo, o entrosamento não é sempre o mesmo. Precisamos melhorar, todos os times precisam melhorar. O único time no Brasil que não precisa é o Flamengo.”, destacou.

Ainda perguntado sobre contratações, o técnico gremista ”anunciou” o acerto com o atacante argentino Diego Churín, que está no Cerro Porteño e revelou que o clube tenta encontrar ”o meio-campista ideal” para o Grêmio.

“Eu tenho cobrado bastante da diretoria sobre reforços. Não adianta a gente trazer por trazer. Trouxemos o Churín, que vai nos ajudar bastante. Temos visto jogadores aí. Quem sabe a gente encontra o meia. A gente encontrou o meia, vamos ver se vai acertar”, indicou.

Em sorteio realizado no início da tarde dessa sexta-feira (23), o Grêmio já descobriu seu adversário nas oitavas de final e viajará até o Paraguai para enfrentar o Guarani. 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Em noite para esquecer, Grêmio consegue empate com o América de Cáli no final da partida
Grêmio decide em casa e Inter fora: confira os adversários da dupla Grenal nas oitavas de final da Libertadores
Deixe seu comentário