Renato admite atuação muito abaixo no 1° tempo, vê resultado de “bom tamanho” e garante Grêmio diferente contra o Fla no Maracanã


Por: Valeria Possamai,

*Valéria Possamai

O empate em 1 a 1 saiu com saldo de alívio para o Grêmio, que viu o Flamengo melhor e ainda marcando mais três gols, três anulados, no primeiro jogo da decisão das semifinais da Libertadores. O próprio técnico gremista Renato Portaluppi afirmou no pós-jogo que, pela partida, os cariocas deixaram de construir uma vantagem jogando fora de casa. O resultado, contudo, é comemorado por deixar a equipe ainda “viva” na disputa, mas para o jogo de volta, o time já se sabe que será cobrado por uma postura diferente, especialmente em comparação aos primeiros 45 minutos apresentados na noite desta quarta-feira.

“O primeiro tempo a gente foi muito abaixo do que podemos apresentar e foi uma das pouquíssimas duras que eu dei neles no intervalo. O Flamengo dominou no primeiro tempo e o Grêmio assistiu eles jogarem. Falei para o meu grupo que os jogadores do Flamengo pensam antes de dominar a bola. Jogadores diferenciados pensam na frente. Quando você pensa em marcar eles já têm duas ou três alternativas”, afirmou o comandante gremista.

O resultado acabou sendo avaliado de “bom tamanho” para Renato, que mais uma vez classificou o rubro-negro como favorito. Contudo, destacou que não há decidido. E, para o jogo de volta, no próximo dia 23, no Maracanã, o comandante garantiu que o time não terá o mesmo nível de rendimento deste primeiro tempo.

“Acredito que pelo nosso segundo tempo ficou de bom tamanho o 1×1. Só queria lembrar algumas pessoas que ainda não acabou. Contra o Palmeiras era pior. O Grêmio gosta de jogar no Maracanã. Flamengo e Palmeiras tem os dois maiores plantéis, pois gastaram para isso. Agora o Grêmio não vai jogar tão mal como jogou aqui no primeiro tempo. Sigo falando que o Flamengo é favorito, mas já estar classificado é outra coisa”, declarou Renato Portaluppi.

A decisão da vaga às finais ocorre daqui três semanas e para seguir sonhando com o tetracampeonato, o Grêmio precisa de uma vitória no Maracanã, ou então empate a partir do 2 a 2. Um novo placar em 1 a 1 leva a decisão para as penalidades. Em caso de 0 a 0, a vaga fica com os cariocas.

*estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

 

Comentários

>