Relembre a história dos quatro ídolos que serão eternizados na Calçada da Fama do Grêmio

Felipão, Cacalo, Galatto e Osvaldo terão seus pés eternizados na Calçada da Fama do Grêmio, na Arena

Foto: Divulgação / Grêmio FBPA

Em dois dias o Grêmio completará seus 118 anos de história. Como parte da homenagem, ídolos tricolores receberão uma consagração imortal: seus pés eternamente marcados na Calçada da Fama. Os agraciados na festividade serão, Felipão atual técnico gremista, Cacalo, ex-presidente, além dos ex-jogadores, Galatto e Osvaldo.

Relembre a história dos ídolos:

FELIPÃO

Atual técnico do Grêmio, Luiz Felipe Scolari faz sua quarta passagem comandando seu clube do coração. Com a atual desafiadora missão de tirar o clube da zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, seu retrospecto se mostrou positivo, tendo um aproveitamento de quase 60%.

Entretanto, sua história no clube é extremamente vitoriosa. Ao todo, são sete títulos na casamata tricolor, dentre eles, Copa Libertadores da América, Copa do Brasil, Recopa, Campeonato Brasileiro, além de Campeonatos Gaúchos. Além do pesado currículo, Scolari também o terceiro treinador com mais jogos comandando o tricolor: 379 até aqui.

CACALO

Ex-presidente e exímio vencedor gremista, Cacalo esteve a frente do cargo máximo da instituição nos anos de 1997 e 1998. Como diretor de futebol, venceu títulos como da Libertadores, Recopa, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Campeonato Gaúcho. Em 2012, Luiz Carlos Pereira Silveira Martins recebeu o título de Cidadão Emérito de Porto Alegre, pela Câmara Municipal de Porto Alegre.

GALATTO

Com categorias de base realizadas inteiramente no Grêmio, Galatto foi o grande salvador de um dos momentos mais impressionantes da história tricolor, e inesquecível ao torcedor gremista. O goleiro foi o responsável por defender um pênalti diante do Náutico, pela Série B do Campeonato Brasileiro de 2005, em uma partida de decidiria o acesso tricolor para primeiro divisão nacional. Além do milagre na penalidade máxima, o feito ganhou ainda maior proporção pelo clube gaúcho ter vencido a partida com quatro jogadores a menos.

OSVALDO

Meio-campista, o ex-jogador foi um dos titulares e reponsáveis por fazer o Grêmio campeão do mundo. Em 1983, o atleta levou com sua camisa 8 o tricolor a sua maior glória. Além disso, Osvaldo conquistou títulos com da Libertadores da América naquele ano, dois Campeonatos Gaúchos, entre outros.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Herrmann projeta 2° turno do Grêmio no Brasileirão e afirma: “44 não cai”
Desfalque importante: Grêmio divulga situação de Geromel após receber pisão em treinamento
Deixe seu comentário