Ramirez fala sobre posição de Taison e Patrick e ainda defende Palácios: “Imagine vocês com 20 anos”

Ramirez concedeu coletiva após a goleada aplicada sobre o Esportivo pelo placar de 5 x 0

Foto: (Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

Mesmo já estando classificado para as semifinais do Campeonato Gaúcho 2021, o Inter aplicou uma goleada por 5 x 0 sobre o Esportivo. Desta vez com um time alternativo, esta foi a segunda vez que o colorado goleou um adversário por cinco gols ou mais na atual temporada. O técnico Miguel Ángel Ramirez em coletiva falou sobre a atuação de seu time, dentre outros assuntos pertinentes.

DOURADO NA ZAGA

Durante o decorrer da partida, Rodrigo Dourado foi utilizado na zaga no lugar de Zé Gabriel. Sobre a improvisação do volante, Ramirez respondeu: “Foi Dourado pois não tinha outro. Não tínhamos Cuesta, Lucas. Não foi pensando em nada no futuro e sim dar descanso ao Zé Gabriel”.

PATRICK

Contestado no início desta temporada por causa de seu pouco rendimento, Ramirez falou sobre o jogador ter sido reserva diante do Always Ready, na Bolívia: “Com relação a partida de Bolívia, não estávamos jogando com ponta e sim com dois centroavantes”.  Ainda, o espanhol também comentou sobre a utilização do jogador como ponta: “Nesse esquema Patrick é ponta pois necessita de espaços. Ainda tem Boschilia e Taison. Temos quatro na direita e quatro na esquerda.” Sobre a ocilação do atleta, Miguel complementou: “No espaço curto dificulta. Quanto mais espaço mais perigoso. Quando ele foi fundamental para a equipe com gols e assistências, foi aberto”.

TAISON

A estreia mais esperada pelo torcedor colorado na temporada, é a do ídolo Taison, que foi apresentado oficialmente na última sexta-feira. Contudo, sua utilização diante do Deportivo Táchira, pela Copa Libertadores, ainda é uma incógnita. Sobre, Ramirez comentou: “Não tivemos nenhum treinamento com o Taison. Mas está em boas condições médicas e físicas. Terá o treinamento amanhã ou depois de amanhã e será integrado ao grupo”.

Sobre a posição que pretende utilizar o novo jogador, Miguel comentou: “”Não imagino. Tenho que falar com ele primeiro. Falar tranquilo, sozinho, e explicar a maneira de jogo. Escutar ele e a partir daí buscar a posição que mais potencia Taison e a que mais ajuda a equipe”.

Em relação a preparação para encarar o time venezuelano, no Beira-Rio, na terça-feira, Ramirez reforçou que está estudando e vendo o adversário jogar, ainda, afirmou que o Inter irá propor o jogo desde o primeiro minuto.

VOLANTES

A posição de volante foi um tema bastante abordado na coletiva do técnico espanhol. Ramirez comentou estar capacitando nos treinamentos Rodrigo Lindoso, Rodrigo Dourado e Johnny, e que ainda tem como opções para a posição Zé Gabriel e Lucas Ribeiro.

Contudo, Johnny foi extremamente elogiado pelo treinador. “Johnny é o futuro 5 do Inter. Estamos trabalhando para que seja o primeiro volante por muitos anos. Como projeto de clube”. Lindoso também foi outro que atuou e agradou Ramirez: “Mas também estamos trabalhando para que Lindoso e Dourado sejam maestros dentro do campo. A partida de Lindoso, hoje, é de 10”.

PALÁCIOS

Recém chegado em um novo clube, em um novo país, Miguel Ángel Ramirez mostrou-se um discurso bastante tocado com a situação do jovem chileno: “”Os jogadores são pessoas. Carlos tem 20 anos e está sozinho, longe de sua família. É pai e está longe de seu bebê de quatro meses. Longe de sua esposa. E não pode visitar pois está fechada fronteira com Chile. Imagine vocês com 20 anos”.

Ainda, complementou: “É difícil para mim que tem 36, e experiência internacional. Imagine para um menino de 20 anos. É muito difícil, temos que lembrar que somos pessoas, é que sofremos. Está servindo de experiência e respondendo em campo”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

No Beira-Rio, o Inter vence o Esportivo por 5 a 0 pelo Gauchão
Tiago Nunes afirma contar com Jean Pyerre e reitera atenção em bola parada: “Temos que melhorar”
Deixe seu comentário